Major Olímpio sobre Alexandre Frota: “Que Deus o guarde e esqueça onde” – Congresso em Foco

Um dos maiores defensores da expulsão do deputado Alexandre Frota do PSL, o senador Major Olímpio disse há pouco ao Congresso em Foco que, confirmado o desligamento do parlamentar do partido, a prioridade da legenda agora deve ser a reorganização partidária. “Precisamos ressuscitar o partido em São Paulo”, estado pelo qual ambos os congressistas se elegeram em 2018.

> Frota vai conversar com presidente do PSL sobre voto na Previdência

Ressaltando que a punição aplicada ao deputado foi uma decisão unânime de todos os nove membros da Executiva Nacional do PSL presentes à reunião que definiu o destino de Alexandre Frota, Major Olímpio afirmou: “Como dizem, que Deus o guarde e esqueça onde. Tomara que seja feliz na próxima legenda”.

Segundo o senador, o PSL de São Paulo – que ele presidiu entre 3 de abril de 2018 e 25 de abril de 2019 – só disputou as eleições do ano passado em razão de uma liminar da Justiça, já que tanto o diretório estadual quanto “pelo menos 50 diretórios municipais” estão suspensos em razão da não entrega da prestação de contas no período de 2009 a 2016.

No seu entender, “transbordou fundamentação” no afastamento de Frota. “Ali foi pelo conjunto da obra”, disse Major Olímpio, a quem o deputado chegou a acusar de ser “um ratinho atrás de Bolsonaro”. “Foram manifestações que feriram o Código de Ética e o estatuto do partido. Agressões contra o partido, componentes do partido e o próprio presidente da República, que é o líder maior do PSL”, acrescentou Olímpio.

O senador prosseguiu: “O meu entendimento era de que deveria o partido pedir o mandato também, mas a maioria entendeu que bastariam simplesmente a desfiliação e expulsão e eu saí satisfeito com a decisão. A decisão do partido é soberana. O partido não vai pedir o mandato, mas qualquer dos suplentes, ou mesmo o Ministério Público, pode pedir. Se isso vai acontecer ou não, não sei. Eu não vou pedir”.

A reportagem do Congresso em Foco procurou, insistentemente, o deputado Alexandre Frota para comentar a decisão do PSL, mas ele se mantém até o presente momento sem se manifestar sobre o assunto.

> Bolsonaro vai se reunir com presidente do PSL para definir compliance

>Previdência: veja o voto de cada deputado no segundo turno

Continuar lendo em Congresso em Foco.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Pacto federativo vai tramitar junto com a Previdência – Congresso em Foco

O governo fez um acordo com o Congresso Nacional para estabelecer um novo pacto federativo, …