Presença de familiares nos hospitais contribui para tratamento e recuperação de pacientes

“Percebemos o quanto é importante a participação, presença e amor da família no processo de tratamento e recuperação dos pacientes hospitalizados, principalmente dos que estão em quadros de internação em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Com a família por perto, a paciente fica mais confiante, seguro e, geralmente, responde de forma satisfatória todo tratamento ofertado no serviço”, informou Sandra de Lourdes, coordenadora de enfermagem da UTI São Lucas do Hospital Municipal Santa Isabel (HMSI).

O pintor Francisco Edson Alves deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e com a piora no quadro clínico precisou ser encaminhado para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do HMSI. “Aqui encontrei muito acolhimento entre os profissionais e uma boa assistência. Meu irmão está bem cuidado por toda equipe”, disse o irmão do paciente, Janílson Alves. “Ninguém quer estar doente, mas só o fato de podermos estar com ele, ter esse contato diário, percebemos a sua melhora e vemos que ele se sente bem com a gente por perto também”, completou.

O Projeto UTI Humanizada, funciona com a extensão do horário de visitas a um familiar e faz parte do Programa de Apoio e Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi – SUS), através do projeto Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil, já sendo praticado junto aos pacientes de forma piloto, desde maio de 2018.

“O envolvimento da família fortalece o vínculo junto aos profissionais de saúde, proporcionando também mais conforto e segurança ao paciente”, informou a coordenadora de enfermagem. “Para poder acompanhar o paciente, o familiar é avaliado e acompanhado por psicólogo e assistente social do hospital e deve seguir todo o protocolo de segurança do paciente estabelecido pela Unidade”, completou.

Proadi-SUS – O HMSI é o único hospital da Paraíba selecionado para participar do Proadi-SUS e recebe a tutoria do Hospital Albert Einstein com visitas presenciais a cada quatro meses. Além do Hospital Santa Isabel, integram o projeto outros 119 hospitais do país. Desses, o hospital da rede municipal de saúde de João Pessoa está entre as 20 unidades que tem alcançado mudanças na redução das infecções.

Desde que o projeto começou, em 2017, os casos de infecção hospitalar no HMSI foram reduzidos em 50%, ultrapassando as expectativas da meta determinada pelo programa, que era de chegar a essa marca até o final de 2020. Por meio do projeto, com o apoio do Núcleo de Segurança do Paciente, os profissionais do hospital, principalmente os que atuam nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI), recebem orientações e treinamentos com intervenções diárias no cumprimento de padronizações dos protocolos que trazem medidas para reduzir as infecções.

Fonte: http://www.joaopessoa.pb.gov.br/presenca-de-familiares-nos-hospitais-contribui-para-tratamento-e-recuperacao-de-pacientes/.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Alto da Glória: Prefeitura restaura e devolve monumento de Nossa Senhora – Prefeitura de Curitiba/PR

  Um mês depois de ser removida para limpeza e restauração, a imagem de Nossa …