STJ sedia seminário que discutirá Lei Geral de Proteção de Dados e simetria regulatória – STJ

​​No dia 26 de agosto de 2019, o Superior Tribunal de Justiça (STJ), em parceria com a Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abratel), promoverá o seminário Comunicação e Novas Tecnologias – Proteção de dados e simetria regulatória. Um dos objetivos do encontro é discutir como se dará o processo de fiscalização e aplicação da nova lei. Acesse aqui o link para inscrição.

O evento será realizado no auditório do STJ, das 10h às 17h, e se dividirá em dois painéis, que tratarão dos temas "Responsabilização e Simetria Regulatória: desafios para o equilíbrio do mercado digital" e "Os impactos da Lei Geral de Proteção de Dados na economia digital".

No primeiro painel, estão entre os palestrantes os ministros do STJ Villas Bôas Cueva e Nefi Cordeiro, e o professor Márcio Aranha. A moderadora das discussões será a jornalista Cláudia Barthel. No segundo, participarão das discussões os ministros do STJ Paulo de Tarso Sanseverino, Ribeiro Dantas e Antonio Saldanha Palheiro, além da professora Laura Schertel Mendes. O moderador será o jornalista Eduardo Ribeiro.

A coordenação científica do seminário é do ministro do STJ Luis Felipe Salomão e do presidente da Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abratel), Márcio Novaes. A palestra magna de abertura será proferida pelo escritor Augusto Cury e pelo professor Ronaldo Lemos. Também estarão presentes juristas, representantes de associações de consumidores, do setor de tecnologia e comunicações, além de professores de diversas áreas.

Sistema reg​ulatório

A Lei Geral de Proteção de Dados (Lei 13.709) foi aprovada em agosto de 2018 e entrará em vigor em agosto de 2020. A criação da Autoridade Nacional de Proteção de Dados – medida que estava inicialmente prevista na lei – foi garantida com a aprovação da Medida Provisória 869/2018, em junho deste ano.

A lei é um desdobramento da aprovação do Marco Civil da Internet, em 2014. A Lei 13.709/2018 dispõe sobre o tratamento de dados pessoais, inclusive nos meios digitais, por pessoa natural ou por pessoa jurídica de direito público ou privado, com o objetivo de proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade, e o livre desenvolvimento da personalidade da pessoa natural.

Confira a programação

Fonte Oficial: http://feedproxy.google.com/~r/STJNoticias/~3/5km3hArsBFY/STJ-sedia-seminario-que-discutira-Lei-Geral-de-Protecao-de-Dados-e-simetria-regulatoria.aspx.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Em agravo interno, parte deve impugnar todos os fundamentos da decisão agravada – STJ

​A Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) reafirmou a necessidade de que a …