Bolsonaro critica demarcação de terras indígenas e flexibiliza lei sobre animais de rodeios – Congresso em Foco

O presidente Jair Bolsonaro desfilou sobre um cavalo e foi ovacionado, aos gritos de “mito”, por uma plateia de 30 mil pessoas durante a abertura da 64ª Festa de Peão de Barretos, no interior de São Paulo. Na ocasião, discursou contra o que chamou de “politicamente correto”, como a demarcação de terras indígenas, e assinou um decreto que flexibiliza a legislação sobre rodeios no país.

“Respeito todas as instituições, mas lealdade eu devo a vocês. O Brasil está acima de tudo. Neste momento em que muitos criticam a festa de peões e a vaquejada, quero dizer com muito orgulho que estou com vocês. Não existe politicamente correto. Existe o que precisa ser feito”, discursou.

O presidente deu duas voltas ao redor da arena, em companhia do governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), e de Ricardo da Rocha, presidente do Independentes, grupo organizador da festa.

Ainda em seu discurso, Bolsonaro lembrou o público sobre a viagem que fez a Osaka, no Japão, em junho, para o encontro do G-20. Ele disse que será “xiita” no combate à demarcações de terras indígenas ou quilombolas. “Pela primeira vez na história, os presidentes do mundo todo receberam um presidente do Brasil em pé de igualdade. Não voltei pra cá pra demarcar terras indígenas, quilombolas, ou cada vez mais, sendo xiita na questão ambiental. O meio ambiente pode e vai casar com o desenvolvimento”, disse.

Essa foi a quarta visita consecutiva de Bolsonaro à Festa de Peão de Barretos, a primeira como presidente da República.

De acordo com o decreto assinado pelo presidente, compete ao Ministério da Agricultura avaliar os protocolos de bem-estar animal elaborados por entidades promotoras de rodeios. Segundo a norma, a pasta poderá, a qualquer tempo, requerer parecer de especialistas para subsidiá-lo na avaliação dos procedimentos. Caberá aos órgãos de sanidade agropecuária estaduais e distrital verificar o cumprimento dos protocolos reconhecidos pelo Ministério da Agricultura.

Antes da abertura da festa de peão, Bolsonaro visitou as instalações do Hospital do Amor, unidade referência no combate ao câncer, também em Barretos.

> Congresso muda a Constituição e libera a vaquejada

Continuar lendo em Congresso em Foco.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Delegados cobram autonomia da PF e postura de estadista de Bolsonaro – Congresso em Foco

A tentativa do presidente Jair Bolsonaro de interferir na nomeação do superintendente da Polícia Federal …