Quais os direitos de quem trabalha em home office?

 

(Seg, 19 Ago 2019) No terceiro episódio da primeira temporada, saiba mais sobre o Home Office ou Teletrabalho. A tecnologia está cada vez mais presente no nosso dia a dia e nas formas como interagimos com o mundo. Essas ferramentas também estão mudando o mercado de trabalho.

O Home Office surgiu no Brasil no início dos anos 2000 e pode ser definido como a prestação de serviços fora das dependências do empregador. Em todo país, calcula-se que cerca de 12 milhões de profissionais estejam trabalhando com essa atividade.

Entre os entrevistados está o presidente da Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades. Ele destaca como a modalidade tem crescido no país nos últimos anos. O ministro do TST Agra Belmonte explica como a Reforma Trabalhista regulamentou o teletrabalho e quais são os direitos e deveres de empregados e empregadores. O programa Jornada também conversou com uma analisa de conteúdo e com um empresário de marketing digital que atuam em Home Office. São apresentados ainda dados que mostram as vantagens e os benefícios da atividade para as empresas e empregados.

Clique, assista, compartilhe! TST Tube, é a Justiça do Trabalho sempre com você.

O Jornada é exibido pela TV Justiça às quartas-feiras, às 20h45, com reapresentações às quintas-feiras, às 7h; sextas-feiras, às 5h45; sábados, às 6h; e aos domingos, às 10h15. Assista ao programa a qualquer hora no canal do TST no Youtube – https://www.youtube.com/user/tst.

 

Esta matéria tem caráter informativo, sem cunho oficial.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Coordenadoria de Rádio e TV
Tribunal Superior do Trabalho
Tel. (61) 3043-4264
crtv@tst.jus.br

Fonte Oficial: TST.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Cooperativa de crédito não tem de enquadrar empregada como financiária

document.write(‘Seguir‘); !function(d,s,id){var js,fjs=d.getElementsByTagName(s)[0];if(!d.getElementById(id)){js=d.createElement(s);js.id=id;js.src=”http://platform.twitter.com/widgets.js”;fjs.parentNode.insertBefore(js,fjs);}}(document,”script”,”twitter-wjs”); Há diferenças estruturais e operacionais entre as instituições financeiras e as cooperativas. …