Por todos os cantos, Mercado Municipal recebe o cuidado do caprichoso Agostinho – Prefeitura de Curitiba/PR

Agostinho Gonçalves Pinheiro, de 57 anos, começa a trabalhar às 7h e, para colocar para funcionar o Mercado Municipal, abre 68 cadeados. A rotina do servidor que trabalha na Prefeitura de Curitiba há 25 anos não é nada monótona. Agostinho conhece o local como poucos e cuida da manutenção com mais três servidores.

Ele anda pelos corredores e por todos os andares de olho no que precisa ser cuidado, desde a parte hidráulica, elétrica, na estrutura da edificação, na cobertura e o que for necessário para manter o prédio de 16,8 mil metros quadrados em ordem e com segurança para todos que frequentam a unidade da Secretaria de Segurança Alimentar e Nutricional.

“Se eu souber fazer e tiver o material necessário, já vou fazendo. Eu sou curioso e quando não sei, procuro aprender. Visto a camisa”, declara Agostinho.

O administrador do mercado, Thiago Cavichiollo, garante que Agostinho faz toda a diferença. Eliseu Mario Suguimati, permissionário do mercado desde 1976, confirma. “Agostinho não tem preguiça. A gente pede, ele resolve. Trabalha de um jeito diferente. Ele é excelente”, diz Eliseu. “Se um dia ele sair do Mercado Municipal, eu saio também”, brinca. Os permissionários são empresas ou pessoas que têm permissão para usar o espaço no Mercado Municipal.

Antes de começar a trabalhar na Prefeitura de Curitiba, em 1994, Agostinho era borracheiro profissional, encanador e pedreiro. “Eu tinha profissão, mas aqui comecei limpando o chão, lavando banheiros. Quase desisti de continuar na Prefeitura porque não queria trabalhar assim”, conta emocionado.

Orgulho de ser servidor

A mulher de Agostinho insistiu pra ele ficar e hoje ele não se arrepende. “Eu me gabo para os amigos por ser funcionário público. Fui construindo relações de confiança com os meus chefes e com os permissionários”, diz o servidor.

Agostinho acabou incentivando a filha, professora, a fazer concurso para ingressar da Prefeitura. Ela também é servidora municipal.

O servidor guarda na memória a transformação do Mercado Municipal ao longo dos anos. “Esse lugar era acanhado, com chão batido e as bancas de pedra, tinha atacadista, era bem diferente. Às segundas-feiras a gente tinha que lavar o mercado”, recorda ele, que acompanhou duas grandes reformas do mercado.

“Hoje o Mercado Municipal é outro padrão, é quase um shopping, é um lugar especial, a qualidade é outra. Já ouvi umas pessoas que vêm visitar dizendo que é o Mercado mais bonito do Brasil. Fora o mercado de Colombo, onde eu moro, não conheço outro. Então acho esse aqui muito bonito.”, afirma admirado.

Em casa, Agostinho também é rigoroso com os cuidados. “Me chamam até de chato”, conta. O servidor deve se aposentar ano que vem, mas não pretende deixar de trabalhar e nem de fazer suas atividades físicas favoritas, o futebol e a corrida. 

LEIA MAIS

Fonte Oficial: https://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/por-todos-os-cantos-mercado-municipal-recebe-o-cuidado-do-caprichoso-agostinho/52073.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Com nova iluminação, praça Zumbi dos Palmares está mais bonita e segura – Prefeitura de Curitiba/PR

A praça Zumbi dos Palmares, na rua Elói Orestes Zeglin, no Pinherinho, está mais clara …