Curitibinhas do Brasil e do Haiti festejam a Independência do Brasil – Prefeitura de Curitiba/PR

A imigrante haitiana Godjina Barthelemy, 8 anos, conheceu na manhã desta quarta-feira (4/9) a história da independência do Brasil, país que há dois anos passou a ser sua nova pátria. A menina estuda na Escola Municipal João Stival, no Butiatuvinha, e estava entre os 300 estudantes e moradores da Regional Santa Felicidade que participaram do ato cívico em comemoração à Semana da Pátria, na quadra da Rua da Cidadania.

Foi com a encenação da Fundação Cultural de Curitiba (FCC), que apresentou os fatos históricos que levaram D. Pedro I a declarar a independência do Brasil, que Godjina ouviu pela primeira vez como o Brasil se libertou do domínio português. Ela e a mãe mudaram para cá em 2017, em busca de uma vida melhor.

“Eu ainda não sabia, mas gostei de aprender dessa forma” contou Godjina. A menina deu sua contribuição ao evento tocando na fanfarra da escola, com a participação dos músicos e do corpo coreográfico.

As crianças também participaram do desfile cívico, ao som da Banda Lyra, do hasteamento das bandeiras, feito pelos estudantes da Escola Municipal dos Vinhedos e representantes da Guarda Mirim, e da apresentação da música Verde e Amarelo, de Roberto Carlos, interpretada pelos alunos da Escola Municipal Foz do Iguaçu.

O prefeito Rafael Greca acompanhou a solenidade.

“É uma santa felicidade viver no Brasil e sermos brasileiros. O bem que merecemos somos nós que conquistamos, por isso convido todos a viver pelo Brasil”, disse Greca.

O prefeito falou da importância dos imigrantes que construíram o Brasil e defendeu a participação de cada cidadão no desenvolvimento do país. “Foi no Brasil que os nossos avós imigrantes vieram buscar o seu abençoado pedaço de pão e construíram lugares como esse, que chamaram de Santa Felicidade. Convido os moradores de Santa Felicidade a viver pelo Brasil que é a nossa casa, a nossa pátria, o nosso país.”

Aula teatral

O ato comemorativo, com atividades lúdicas animadas pelo personagem Curitibinha, aula teatral e apresentações chamou a atenção das pessoas que passavam pela Rua da Cidadania. No mezanino, nas janelas, nas calçadas e no entorno da quadra de esporte as pessoas se acomodaram para assistir e participar do evento, que está sendo promovido pela Prefeitura, em todas as regionais da cidade. Já aconteceram atos cívicos nas regionais Fazendinha, Pinheirinho, Cajuru e Tatuquara.

Para a estudante Maira Eduarda Viana Arant, da Guarda Mirim da escola João Stival, foi uma manhã especial, que ficará guardada para sempre na memória. “Fui escolhida para hastear a bandeira de Curitiba, o símbolo da minha cidade. Eu fiz com amor e muito cuidado”, contou Maira Eduarda.

Presenças

Participaram do evento estudantes do Colégio Imaculada Conceição, o vice-prefeito Eduardo Pimentel, a secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila, a presidente da Fundação Cultural, Ana Cristina de Castro, o superintendente da Secretaria Municipal da Defesa Social, Odegar Nunes, a vereadora Maria Manfron, a administradora regional de Santa Felicidade, Simone Chagas Lima, e Paulo César Pereira, do Conselho Municipal do Patrimônio Cultural.

Fonte Oficial: https://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/curitibinhas-do-brasil-e-do-haiti-festejam-a-independencia-do-brasil/52418.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Rua da Cidadania do Cajuru retoma o Encontro dos Artistas – Prefeitura de Curitiba/PR

    Recomeça nesta quinta-feira (25/10), às 19h, no auditório da Rua da Cidadania do …