Ministro Lelio Bentes encerra correição no TRT da 20ª Região em Sergipe

document.write(‘‘); !function(d,s,id){var js,fjs=d.getElementsByTagName(s)[0];if(!d.getElementById(id)){js=d.createElement(s);js.id=id;js.src=”http://platform.twitter.com/widgets.js”;fjs.parentNode.insertBefore(js,fjs);}}(document,”script”,”twitter-wjs”);



(Seg, 09 Set 2019 14:38:00)

O corregedor-geral elogiou o trabalho desenvolvido pela Corregedoria Regional.

09/09/19 – Após uma semana de correição ordinária no Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região, o corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Lelio Bentes Corrêa, encerrou, na sexta-feira (6/9), os trabalhos correicionais em Sergipe. A solenidade de encerramento ocorreu em sessão plenária administrativa realizada na Sala de Sessões do Tribunal Pleno do TRT, com apresentação e leitura da ata da correição.

Antes da leitura, o ministro destacou a importância dos trabalhos correicionais. “A Corregedoria cumpre função de inspeção, de acompanhamento, mas também tem um papel didático, de orientação, de disseminar possíveis soluções e boas práticas”, afirmou. “Para isso, conta com os planos de ação como instrumento de auxílio às unidades judiciárias no planejamento da sua atuação. Essa tem sido a política da Corregedoria-Geral geral há mais de dez anos”. Segundo o ministro, os planos de ação são uma oportunidade para a magistratura trabalhar no sentido de alcançar metas e de se ajustar aos prazos legais, à média e aos padrões estabelecidos pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) e pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O corregedor-geral elogiou o trabalho realizado no TRT. “Constatei que a Corregedoria Regional vem corretamente acompanhando o desempenho das Varas que estão em desalinho com as metas e propondo o cumprimento desses planos de ação”, destacou. “Alguns resultados já têm sido percebidos, e é por isso que o trabalho da Corregedoria deve ser sempre recebido pelos magistrados de primeiro e de segundo grau como colaborativo”.

Conheça mais sobre o trabalho da Corregedoria clicando aqui.

(Com informações do TRT20)

Esta matéria tem cunho meramente informativo.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Secretaria de Comunicação Social
Tribunal Superior do Trabalho
Tel. (61) 3043-4907
secom@tst.jus.br
<!– –> var endereco; endereco = window.location.href; document.write(‘‘) <!—-> <!—->

Inscrição no Canal Youtube do TST


Fonte Oficial: TST.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Como prevenir acidentes de trabalho em atividades de risco?

(Sex, 09 Set 2019) No sexto e último episódio da primeira temporada, vamos falar sobre profissões de …

Ministro Lelio Bentes encerra correição no TRT da 20ª Região em Sergipe

document.write(‘‘); !function(d,s,id){var js,fjs=d.getElementsByTagName(s)[0];if(!d.getElementById(id)){js=d.createElement(s);js.id=id;js.src=”http://platform.twitter.com/widgets.js”;fjs.parentNode.insertBefore(js,fjs);}}(document,”script”,”twitter-wjs”);



(Seg, 09 Set 2019 14:38:00)

O corregedor-geral elogiou o trabalho desenvolvido pela Corregedoria Regional.

09/09/19 – Após uma semana de correição ordinária no Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região, o corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Lelio Bentes Corrêa, encerrou, na sexta-feira (6/9), os trabalhos correicionais em Sergipe. A solenidade de encerramento ocorreu em sessão plenária administrativa realizada na Sala de Sessões do Tribunal Pleno do TRT, com apresentação e leitura da ata da correição.

Antes da leitura, o ministro destacou a importância dos trabalhos correicionais. “A Corregedoria cumpre função de inspeção, de acompanhamento, mas também tem um papel didático, de orientação, de disseminar possíveis soluções e boas práticas”, afirmou. “Para isso, conta com os planos de ação como instrumento de auxílio às unidades judiciárias no planejamento da sua atuação. Essa tem sido a política da Corregedoria-Geral geral há mais de dez anos”. Segundo o ministro, os planos de ação são uma oportunidade para a magistratura trabalhar no sentido de alcançar metas e de se ajustar aos prazos legais, à média e aos padrões estabelecidos pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) e pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O corregedor-geral elogiou o trabalho realizado no TRT. “Constatei que a Corregedoria Regional vem corretamente acompanhando o desempenho das Varas que estão em desalinho com as metas e propondo o cumprimento desses planos de ação”, destacou. “Alguns resultados já têm sido percebidos, e é por isso que o trabalho da Corregedoria deve ser sempre recebido pelos magistrados de primeiro e de segundo grau como colaborativo”.

Conheça mais sobre o trabalho da Corregedoria clicando aqui.

(Com informações do TRT20)

Esta matéria tem cunho meramente informativo.
Permitida a reprodução mediante citação da fonte.
Secretaria de Comunicação Social
Tribunal Superior do Trabalho
Tel. (61) 3043-4907
secom@tst.jus.br
<!– –> var endereco; endereco = window.location.href; document.write(‘‘) <!—-> <!—->

Inscrição no Canal Youtube do TST


Fonte Oficial: TST.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Como prevenir acidentes de trabalho em atividades de risco?

(Sex, 09 Set 2019) No sexto e último episódio da primeira temporada, vamos falar sobre profissões de …