Augusto Aras conversa com senadores sobre indicação à PGR – Congresso em Foco

O indicado do presidente Jair Bolsonaro para o comando da Procuradoria-Geral da República (PGR), Augusto Aras, está disposto a visitar todos os 81 senadores que vão avaliar seu nome antes de ele ocupar o posto que hoje é de Raquel Dodge. A informação é do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que, por isso, convidou o subprocurador para participar da reunião do colégio de líderes do Senado nesta terça-feira (10).

> Decisão do Senado sobre Aras sai no fim do mês

Ao chegar ao Senado nesta terça-feira, Alcolumbre contou que convidou Aras para a reunião pois acredita que o colégio de líderes representa uma oportunidade de encontro e aproximação entre as instituições brasileiras. Como exemplo, ele lembrou que os ministros Onyx Lorenzoni, Paulo Guedes e Osmar Terra já participaram da reunião para trazer mensagens e discutir projetos importantes para o governo com os senadores.

“Da mesma forma que tratei com outras instituições e órgãos do governo, também quero dar esse prestígio à PGR, na figura do indicado do presidente”, explicou Alcolumbre, dizendo que o objetivo é promover uma conversa entre Aras e os líderes do Senado, antes de o subprocurador “peregrinar” pelos gabinetes dos 81 senadores para conversar sobre a indicação para a PGR.

Alcolumbre, portanto, recebe Aras no seu gabinete às 14h30 e depois segue para a reunião de líderes com o subprocurador.

O presidente do Senado ainda disse que os senadores estão muito receptivos em relação a Aras e afirmou que o subprocurador está fazendo o certo ao conversar com os parlamentares. “Todo candidato tem que pedir voto”, argumentou.

Na segunda-feira, Alcolumbre já havia dito que espera receber e ler a indicação oficial de Augusto Aras para a PGR nesta terça-feira. Feito isso, a matéria segue para a Comissão de Constituição e Justiça, onde Aras será sabatinado e avaliado. Só depois disso, a indicação será apreciada no plenário. Por isso, Alcolumbre calcula que Aras será avaliado pelos senadores na semana do dia 22, uma semana depois de Raquel Dodge deixar o comando da PGR.

> Para ex-ministro de Dilma, Aras foi escolha melhor que lista tríplice

Continuar lendo em Congresso em Foco.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Autoridades públicas começam a regular Internet das Coisas – AASP

Sociedade pode se manifestar sobre o tema em consulta da Anatel À medida que crescem …