Major Olímpio critica PSL, mas diz que vai “resistir e ficar” no partido – Congresso em Foco

O senador Major Olímpio (PSL-SP) criticou nesta terça-feira (10) a legenda pelo qual foi eleito senador de São Paulo. O congressista citou “pressões para retirada de assinatura na Lava Toga e o desmantelamento seletivo no PSL no estado de São Paulo”.

No entanto, Olímpio, que é líder do PSL no Senado, descarta pedir desfiliação. “Vou resistir e ficar”, disse ao Congresso em Foco.

> Toffoli vira alvo em pedido de CPI

Pressionado por senadores e movimentos da sociedade civil para instaurar a CPI(Comissão Parlamentar de Inquérito) da Lava Toga, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), alegou na segunda-feira (9) que a Constituição não lhe permite atender a este pedido.

O demista disse que chegou a ouvir a consultoria jurídica do Senado sobre o assunto, mas recebeu um parecer que diz estar “assegurada na Constituição a proibição da investigação do poder Judiciário”.

Desde o início do ano, o presidente do Senado já recebeu dois pedidos de abertura de CPI contra o poder Judiciário. Um deles foi arquivado. O outro foi judicializado e aguarda recurso. Por isso, o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) já preparou um terceiro pedido de CPI, desta vez focado no presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, que também é alvo de um pedido de impeachment.

>Bolsonaro vai se reunir com presidente do PSL para definir compliance

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!









Continuar lendo em Congresso em Foco.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Câmara analisa nova lei das licitações; entenda do que se trata – Congresso em Foco

O Plenário da Câmara dos Deputados deve analisar nesta quarta-feira (11) os destaques do PL …