Abraji lamenta atitude de Glenn Greenwald – Congresso em Foco

Após o jornalista Glenn Greenwald (The Intercept) divulgar em suas redes sociais um vídeo qualificando os repórteres Juliana Dal Piva e João Paulo Saconi (O Globo) como “corruptos”, a jornalista passou a receber ofensas e comentários agressivos em sua conta no Twitter. O comentário foi uma reação à reportagem “Coaf aponta ‘movimentação atípica’ de R$ 2,5 milhões de David Miranda”, publicada pelo jornal em 11.set.2019.

Segundo a publicação, o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) encaminhou ao Ministério Público do Rio de Janeiro um relatório sobre movimentação de dinheiro em contas do deputado federal David Miranda (PSOL-RJ), marido de Greenwald. A reportagem informa que a ação ocorreu dois dias após o Intercept Brasil iniciar a divulgação de mensagens trocadas pela força-tarefa da Lava Jato.

Greenwald publicou o vídeo na tarde do dia seguinte, em defesa de Miranda. Ao final do vídeo, afirma: “(…) eu sei exatamente quem são os corruptos neste caso. Não é David Miranda, são os procuradores do Ministério Público e os repórteres e editores do O Globo, que publicou um artigo lixo”. Até a manhã desta sexta-feira (13.set.2019), o vídeo contava com 1,9 mil retuítes e mais de 56 mil visualizações no YouTube.

A partir da divulgação do vídeo, Juliana Dal Piva passou a receber citações no Twitter acusando-a de receber propina de procuradores e de tentativa de intimidação para parar a Vaza Jato (nome pelo qual ficou conhecida a divulgação das mensagens da Lava Jato).

A Abraji manifesta solidariedade a Dal Piva e a Saconi. Nenhum jornalista deve ser acusado sem provas por realizar seu ofício de divulgar informações. Lamentamos que um jornalista lance mão de expedientes dos quais ele próprio é vítima frequente – acusações e descredibilização – contra outros colegas, ultrapassando o limite da crítica ao trabalho feito.

Diretoria da Abraji, 13 de setembro de 2019.

> Oposição pede CPI da Vaza Jato

> CPI da Lava Toga recupera assinaturas necessárias para ser apresentada

Continuar lendo em Congresso em Foco.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Senadores têm sido generosos comigo, diz Aras – Congresso em Foco

O subprocurador Augusto Aras voltou ao Congresso Nacional nesta sexta-feira (13) para continuar conversando com …