Espírito da juventude dá o tom do Baile da Melhor Idade – Prefeitura de Curitiba/PR

Uma tarde cheia de música, coreografias e diversão reuniu 300 pessoas no Baile da Melhor Idade da Regional Boqueirão, nesta quinta-feira (26/9). O evento encheu o salão do Clube dos Oficiais da Polícia Militar do Paraná, no Hauer, mostrando que o espírito da juventude se mantém vivo mesmo depois de se completar 60 anos. 

Os participantes foram, em sua maioria, pessoas que frequentam as atividades ofertadas pelos Centros de Esporte e Lazer dos grupos de  Fundação de Ação Social (FAS) e de algumas unidades de Saúde da Regional Boqueirão.

Organizado pela Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude (Smelj) em parceria com Fundação Cultural de Curitiba (FCC) e a FAS, o baile é um momento de confraternização e já se tornou um dos eventos mais esperados pela comunidade da região, destaca o chefe de núcleo da secretaria da regional Boqueirão, Ramiro Eugênio de Freitas. 

“Todo ano as cobranças começam já no mês de julho. As pessoas perguntam ‘cadê o nosso baile?’”, comenta Freitas.

Vida social ativa

A festa, animada ao som da Banda Lyra, estampou um sorriso no rosto de quem decidiu participar pela primeira vez. A aposentada Alzira Pauluk, 65 anos, conta que o evento é uma boa oportunidade para sair um pouco de casa. 

“Decidi vir para ver como é. É ótimo para dançar, interagir e diversificar a rotina. É uma forma de se divertir com os vizinhos e amigos e conhecer novas pessoas”, relata Alzira. 

Outra estreante no Baile da Melhor Idade foi a professora aposentada Edacir Lourdes Poletto, 83 anos. Ela conta que foi um incentivo a ter uma vida social mais ativa. “Ajuda as pessoas a se comunicarem mais. Sem falar que é um ambiente muito divertido e agradável”.

O administrador da Regional Boqueirão, Ricardo Alexandre Dias, destaca que este evento é um momento de integração da comunidade. “As pessoas deixam seus problemas de lado e confraternizam. É um jeito divertido de comemorar a melhor idade”, destaca. 

Coroação do rei e da rainha 

Durante o baile, foram eleitos o rei e a rainha do baile, assim como está sendo feito nos bailes das dez regionais de Curitiba. Todos os eleitos irão disputar o trono curitibano. Na Regional Boqueirão, Pedro Carlos Sobrinho e Jurema de Lurdes Batiuk fizeram da Regional Boqueirão seu reino. Vida longa à realeza. 

Fonte Oficial: https://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/espirito-da-juventude-da-o-tom-do-baile-da-melhor-idade/52870.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Curitibinhas discutem educação no trânsito e uso da bicicleta – Prefeitura de Curitiba/PR

Estudantes do 5° ano da Escola Municipal Sady Souza, no Sítio Cercado, vão percorrer as …