Curitibinhas recebem mais de 290 mil refeições por dia e cardápios especiais – Prefeitura de Curitiba/PR

Duzentas e noventa mil refeições ao dia para 140 mil crianças e estudantes. Mais de quatrocentas unidades beneficiadas. Cardápios especiais para celíacos, vegetarianos, diabéticos ou com intolerância à lactose, entre outros. Esses números dão a dimensão da alimentação na rede municipal de ensino de Curitiba.

Os cardápios são elaborados por nutricionistas da Secretaria Municipal da Educação e preparados pelas empresas terceirizadas. Para garantir a qualidade, a Gerência de Alimentação da secretaria coordena o acompanhamento técnico diário de cada unidade, com apoio dos Núcleos Regionais da Educação. Além disso, a Prefeitura oferta cursos de formação com o objetivo de subsidiar tecnicamente os profissionais.

“Cada unidade conta com quatro profissionais previamente cadastrados para atestar a quantidade e qualidade dos alimentos diariamente. Qualquer problema deve ser comunicado na hora para que possam ser tomadas providências”, explica a diretora de Logística, Maria Cristina Brandalize.

Em setembro foram realizadas reuniões com os diretores dos CMEIs das dez regionais sobre a alimentação servida. “O resultado foi muito satisfatório”, relata a gerente de Alimentação, Maria Rosi Marques Galvão.

Nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) são oferecidas de quatro a cinco refeições diárias (café da manhã, colação, almoço, lanche e jantar).

Já os estudantes que permanecem em tempo regular nas unidades recebem uma refeição diária. E quem está no ensino integral recebe três refeições por dia.

“Os cardápios são adequados, balanceados e diversificados e atendem às necessidades nutricionais dos estudantes. São respeitados hábitos e culturas alimentares regionais, seguindo os parâmetros da legislação federal”, ressalta Maria Rosi.

Também há atendimento específico para aqueles com necessidades especiais de alimentação. Hoje, mais de 1,2 mil crianças e estudantes recebem dieta especial, como diabéticos, intolerantes à lactose, vegetarianos, entre outros.

Um deles é Carlos Henrique Guedes, 4 anos, matriculado no CMEI Centro Cívico. Há dois anos a família descobriu que o menino, fã das “bisnaguinhas”, não pode comer nada que contenha ovos na receita. 

“Ele tinha reações alérgicas quando comia esse tipo de pãozinho, ficava com a pele toda vermelha, até chegarmos ao diagnóstico correto foi complicado”, conta a mãe, Naihara Guedes.

“Agora estou muito satisfeita, desde que ele começou com o cardápio diferenciado ficou tudo bem”, conta Naihara.

Segundo ela, o pequeno às vezes quer comer a mesma comida dos demais, mas já entende que o prato dele precisa ser diferente. 

Agricultura Familiar

Este ano, a Secretaria da Educação dobrou o percentual de produtos adquiridos da agricultura familiar. Foram mais de 630 toneladas (frutas e legumes, hortaliças, arroz, feijão, leite, sucos naturais e geleia). Desse total, 170 toneladas são de alimentos orgânicos.

O que as crianças comem

Os cardápios das escolas podem ser acessados pelo site educação.curitiba.pr.gov.br, na página da Gerência de Alimentação, opção “cardápios”.

 

Fonte Oficial: https://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/curitibinhas-recebem-mais-de-290-mil-refeicoes-por-dia-e-cardapios-especiais/52924.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Campanha incentiva prevenção contra câncer de mama – Prefeitura de Curitiba/PR

O calçadão da Rua XV de Novembro recebeu, na manhã desta terça-feira (1º/10), a abertura …