Curitibinhas aprendem história percorrendo Santa Felicidade – Prefeitura de Curitiba/PR

Uma imersão na história, na cultura e no desenvolvimento de Santa Felicidade. Curitibinhas da rede municipal de ensino estão aprendendo sobre o bairro, colonizado há 141 anos, por famílias italianas, por meio de uma divertida aula de campo. 

Meninos e meninas, de 5 a 10 anos, estão percorrendo as ruas, visitando o comércio, contemplando a arquitetura e paisagem local, além de conversarem com moradores antigos e saborearem os deliciosos pratos típicos servidos nos restaurantes da região.

É o projeto Conhecendo Santa Felicidade que promove atividades pedagógicas nos principais pontos turísticos e culturais do bairro, com a participação de aproximadamente 140 crianças atendidas em Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI) e escolas municipais da regional.

Neste ano, a terceira edição do projeto, estão sendo contemplados crianças atendidas nas escolas municipais João Stival (Butiatuvinha), Foz do Iguaçu (Santa Felicidade), Paranaguá (Santo Inácio), Boleslau Falarz (São Braz) e dos CMEIs Butiatuvinha (Butiatuvinha) e União das Vilas (São Braz).

As aulas temáticas de campo sobre o bairro começaram na terça-feira (1º/10) e seguirão até o dia 22. O percurso no centro histórico do bairro é feito de ônibus, com quatro paradas para aulas expositivas, ao ar livre que acontecem na  Casa Culpi, na fábrica dos Vinhos Durigan, no pátio do  Restaurante Cascatinha, por onde passa o rio de mesmo nome, afluente do Rio Barigui, no Portal de Santa Felicidade e nos restaurantes da região.

Imigração italiana

As turmas aprendem sobre as características das construções, da cultura e da arte local em contraste com obras contemporâneas, a importância da imigração italiana na formação do bairro e para a cidade.

A mediação é feita pelo presidente da Associação dos Detentores Particulares de Patrimônio Cultural em Curitiba (ADPPCC) e membro do Conselho e Patrimônio Cultural de Curitiba, Paulo César Pereira e professoras municipais.

“Eu descobri como as pessoas que criaram o bairro faziam para trabalhar e se divertir e achei muito diferente de como as coisas acontecem hoje”, disse a estudante da UEI da Escola Municipal João Stival, Cassia Santana, 6 anos.

Para Vitor Gustavo da Silva, 11 anos, do 4º ano da Escola Municipal João Stival, descobrir que o Cascatinha foi um dos primeiros restaurantes da região, aberto em 1946, foi o que mais lhe chamou atenção. “Era uma coisa pequena, mas que cresceu bastante e dura até hoje, mas está mudado no bairro”, disse o estudante.

A criação do restaurante, que começou como espécie de bar para vender sorvetes e refrescos às famílias que faziam piqueniques no local, às margens da represa, que moía o milho e o trigo usado pelos imigrantes italianos na preparação dos alimentos, foi contada por Altevir Trevisan, um dos proprietários e descendente dos fundadores do local.

Queijos, vinhos e hortigranjeiros

Em cada parada um pouco da história das famílias que saíram de Vêneto e Trento, no norte da Itália, para se dedicarem em Curitiba, à produção de queijos, vinhos e hortigranjeiros. A atividade de campo encerra sempre em um dos restaurantes do bairro.

Polenta, massas, carnes, saladas, o alimento além de saboroso completa a experiência cultural das crianças. Os restaurantes, que tornaram o bairro uma referência nacional em gastronomia, surgiram nos séculos 18 e 19, para alimentar os tropeiros que viajavam para o Norte do Paraná — o trecho ligava o Porto de Paranaguá ao interior.

Antes da aula externa, as turmas aprendem em sala de aula sobre a participação dos italianos que ajudaram a construir Curitiba. 

A proposta do projeto Conhecendo Santa Felicidade foi desenvolvida em parceria pela equipe do programa Linhas do Conhecimento, da Secretaria Municipal da Educação, a Administração Regional de Santa Felicidade e a Fundação Cultural, com o apoio dos restaurantes Madalosso, Siciliano, Veneza, Dom Antônio, Castelo Trevizo e Portal, que oferecem almoços aos estudantes.

Cronograma das atividades com as unidades escolares

1º/10 – UEI JOÃO STIVAL MADALOSSO

2/10 – EM FOZ DO IGUAÇU SICILIANO

9/10 – CMEI BUTIATUVINHA VENEZA

16/10 – PARANAGUÁ DOM ANTONIO

17/10 – BOLESLAU CASTELO TREVIZO

22/10 – CMEI UNIÃO DA VILAS PORTAL

 

Fonte Oficial: https://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/curitibinhas-aprendem-historia-percorrendo-santa-felicidade/52959.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Rua da Cidadania do Cajuru retoma o Encontro dos Artistas – Prefeitura de Curitiba/PR

    Recomeça nesta quinta-feira (25/10), às 19h, no auditório da Rua da Cidadania do …