CMA aprova convite a ministro do Meio Ambiente e sugere ações para conter manchas de óleo — Senado Notícias

A Comissão de Meio Ambiente (CMA) aprovou nesta quarta-feira (23) o convite para que o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, explique as medidas que estão sendo tomadas no caso das manchas de óleo que atingem o litoral da região Nordeste. Na mesma reunião, os senadores aprovaram a indicação de um conjunto de providências a serem tomadas pelo governo. O documento, que pede que seja decretada a emergência ambiental, será encaminhado à presidência da República.

De acordo com o presidente da comissão, senador Fabiano Contarato (Rede-ES), o ministro já afirmou que comparecerá ao colegiado no dia 13 de novembro.

Mourão

Já a lista de sugestões aprovada na reunião foi consolidada a partir de audiência pública que tratou do tema na CMA. Na tarde da última terça-feira (23), o presidente da comissão, senador Fabiano Contarato (Rede-ES), e os senadores Humberto Costa (PT-PE) e Jean Paul Prates (PT-RN), foram recebidos pelo presidente em exercício, Hamilton Mourão, para repassar essas sugestões.

Ele foi extremamente solícito e nós passamos às mãos dele esse documento. Ele disse que muito do que está aqui encontra-se em consonância com o que o governo federal está fazendo e que estamos imbuídos com o mesmo propósito.

Emergência ambiental

Entre as medidas sugeridas ao governo está a decretação de estado de emergência ambiental na região Nordeste, facilitando assim a liberação de recursos financeiros, humanos e materiais para enfrentar o vazamento. Eles também sugerem a divulgação das informações sobre o que está sendo feito pelos órgãos do Poder Executivo e sobre o plano de contingência para o incidente.

Outras medidas sugeridas são a solicitação de apoio a governos estrangeiros e entidades internacionais, criação de um centro para monitorar casos semelhantes, destinação de recursos para pesquisas e apresentação de um plano de recuperação do meio ambiente e reparação de danos. Além disso, os senadores ações de treinamento e fornecimento de equipamentos para voluntários que têm atuado por conta própria para tentar limpar as praias.

Ação articulada

O senador Jaques Wagner (PT-BA) elogiou a iniciativa e a disposição do presidente da comissão de contribuir com a solução do problema. Para ele, é preciso que haja uma ação mais articulada de vários órgãos do governo.

É impossível que a gente não consiga, com tanta tecnologia, com satélite, submarino, sonar, detectar o que efetivamente aconteceu disse o senador, que sugeriu a criação de uma sala de situação para acompanhar esse tipo de incidente.

O senador Marcio Bittar (MDB-AC) concorda que o governo deveria ter uma sala de monitoramento a de ação permanente para lidar com desastres ambientais. Ele elogiou a disposição dos senadores para contribuir com a solução do problema.

O senador Jean Paul Prates informou ter enviado ofícios à Marinha, à Petrobras e aos ministérios de Minas e Energia, de Meio Ambiente e de Turismo  com questionamentos sobre o incidente. Para ele, é preciso responder perguntas básicas, como qual é a substância que invade as praias e como remediar o problema.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte Oficial: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2019/10/23/cma-aprova-convite-a-ministro-do-meio-ambiente-e-sugere-acoes-para-conter-manchas-de-oleo.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Em debate na CDH, especialistas alertam para inconstitucionalidade da PEC Paralela — Senado Notícias

O Plenário pode concluir nesta terça-feira (12) a votação da PEC Paralela da Previdência (133/2019), …