Eduardo Bolsonaro terá “tempo para errar”, diz ala bivarista do PSL – Congresso em Foco

Os deputados do PSL que se opõem a Eduardo Bolsonaro (SP) como líder do partido na Câmara dos Deputados não tentarão emplacar outra pessoa no posto nos próximos dias. A ideia é que eles esperem de cinco a dez dias sem apresentar uma lista nova indicando outro deputado para ser líder do PSL.

“Vamos esperar dar tempo de ele errar”, disse um deputado do partido ao Congresso em Foco.

A ala do PSL aliada do presidente da legenda, Luciano Bivar, na disputa contra o grupo apoiador do presidente Jair Bolsonaro, não trabalha mais com o nome do ex-líder do partido delegado Waldir (GO). No entanto, o grupo ainda não decidiu quem vai escolher para tentar ser o substituto do terceiro filho do presidente Jair Bolsonaro.

A tentativa mais recente de destituir Eduardo foi na terça-feira (22). Delegado Waldir  não conseguiu retomar a liderança do PSL na Câmara das mãos de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que assumiu o posto na segunda-feira (21)  após deflagrar uma nova briga de listas com a ala bivarista.

Dois deputados tiraram as assinaturas da lista que pedia a recondução do Delegado Waldir à liderança. O ex-líder ficou, então, com a assinatura de 26 aliados – duas a menos que o número de assinaturas validadas na última lista apresentada a favor de Eduardo Bolsonaro.

Apesar na trégua temporária na guerra de listas para a liderança do PSL na Câmara, os deputados bivaristas dão segmento à outras frentes para desgastar Eduardo Bolsonaro.

Junto com outros 18 deputados, o filho do presidente é alvo de um pedido de suspensão da legenda e também de uma representação pedindo a destituição do comando do PSL em São Paulo e sua expulsão do partido.

Catarse

 

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!









Continuar lendo em Congresso em Foco.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Feliciano: “Ser expulso por apoiar Bolsonaro é motivo de orgulho” – Congresso em Foco

Expulso pelo diretório estadual do Podemos em São Paulo, o deputado federal Marco Feliciano disse …