Seminário traça perfil da magistratura do futuro

Desafios e oportunidades para os magistrados no futuro serão o tema central do seminário que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) promoverá no próximo dia 5/11, em Brasília. Os magistrados interessados em participar podem efetuar inscrição até a próxima quarta-feira (30/10) na página do Seminário “A Magistratura do Futuro”. Clique aqui para se inscrever. O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Dias Toffoli, participará da mesa de abertura do evento, às 9 horas, ao lado do corregedor Nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, e do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) ministro Luiz Felipe Salomão.

A programação inclui a apresentação de uma pesquisa realizada pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) em 2018 sobre o perfil da magistratura. Cerca de 4 mil juízes responderam a um extenso questionário que continha perguntas sobre a vida e a atividade profissional dos pesquisados. Eles foram indagados sobre suas percepções a respeito de qualidade de vida, saúde e trabalho, mas também sobre a atuação no dia a dia, formação acadêmica e perfil socioeconômico.

Às 9h15, o presidente da AMB, juiz Jayme de Oliveira, fará uma apresentação da pesquisa, que será novamente abordada às 9h45, com a presença dos autores do estudo. Os sociólogos e professores da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC/RJ) Luiz Werneck Vianna, Maria Alice Rezende de Carvalho e Marcelo Baumann Burgos analisarão os principais resultados do levantamento em uma mesa coordenada pelos ministros do STJ Antonio Saldanha e Marco Aurélio Belizze.

Em seguida, um debate reunirá representantes das demais associações da magistratura. Além do presidente da AMB, estarão presentes à mesa o presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), juiz Fernando Mendes, a presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), juíza Noemia Porto, além dos pesquisadores que realizaram o estudo e de conselheiros do CNJ.

O CNJ também apresentará uma pesquisa no evento, sobre o uso de redes sociais por magistrados brasileiros, às 9h30. A diretora-executiva do Departamento de Pesquisas Judiciárias (DPJ), Gabriela Moreira de Azevedo Soares, será responsável pela apresentação. Cerca de 3,5 mil magistrados – ou 20% da magistratura ativa – responderam às perguntas encaminhadas pelo DPJ em maio deste ano. O estudo é resultado das discussões iniciadas no Seminário Nacional “Os Juízes e as Mídias Sociais”, em abril deste ano. Em seguida, o CNJ criou grupo de trabalho para avaliar parâmetros para o uso adequado das redes sociais.

Manuel Carlos Montenegro
Agência CNJ de Notícias

Fonte Oficial: https://www.cnj.jus.br/seminario-traca-perfil-da-magistratura-do-futuro/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=seminario-traca-perfil-da-magistratura-do-futuro.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Justiça Federal do Rio de Janeiro faz 4 mil audiências sobre poupança

Mais de 4 mil audiências de conciliação, em processos que envolvem idosos, foram realizadas por …