Judicialização da saúde será debatida em SP

A Escola Paulista da Magistratura (EPM), em parceria com a Escola de Magistrados da Justiça Federal da 3ª Região (Emag), realizará nos dias 26 e 28 de novembro o seminário “A judicialização da saúde”, sob a coordenação da juíza do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) Cynthia Thomé, da juíza federal do TRF da 3ª Região Raquel Fernandez Perrini e da professora Alessandra Gotti (Instituto Articule).

As aulas serão ministradas das 8h30 às 12h45, no auditório do 1º andar da EPM. O objetivo é possibilitar a análise de inscritos e questões jurídicas e sociais relativas às ações envolvendo a saúde, bem como compreender o papel do juiz e do Poder Judiciário no julgamento das ações frente aos anseios sociais.

A participação é exclusiva para magistrados e assistentes de 1º grau e de 2º grau do TJSP e do TRF da 3ª Região. São oferecidas 100 vagas presenciais e 500 vagas para a modalidade a distância. Haverá emissão de certificado de participação àqueles que registrarem frequência integral.   aInscrições.

Mais informações, no site da EPM.

Fonte: TJSP

Fonte Oficial: https://www.cnj.jus.br/judicializacao-da-saude-sera-debatida-em-sp/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=judicializacao-da-saude-sera-debatida-em-sp.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Judiciário paulista disponibilizou mais de R$ 1,7 milhão para combate à pandemia

Com base no Provimento CG nº 9/20, da Corregedoria Geral da Justiça, o Poder Judiciário …