STF faz sugestão legislativa para evitar prescrições e senadores reagem — Senado Notícias

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, leu em Plenário nesta terça-feira (29) um ofício do Supremo Tribunal Federal (STF) com uma sugestão de alteração no Código Penal (Decreto-Lei 2.848, de 1940). De acordo com o texto assinado pelo presidente do STF, ministro Dias Toffoli, a alteração impediria a prescrição de uma ação penal quando houver recurso dentro de um processo. A medida evitaria a extinção da punibilidade por prescrição nos tribunais superiores.

— Feita a leitura do ofício, vamos aguardar que algum parlamentar possa fazer a apresentação desse projeto, se assim entender — registrou Davi.

A sugestão do Supremo provocou reação em Plenário. O senador Esperidião Amin (PP-SC) disse que, no momento em que o Supremo está decidindo a legalidade da prisão em segunda instância, a sugestão pode ser interpretada como uma tentativa do STF de transferir “uma parte da casca da batata quente” para o Senado.

O senador Alvaro Dias (Podemos-PR) destacou que os parlamentares costumam criticar o Supremo por legislar, ocupando o vácuo do Congresso. O senador disse que já existe um projeto de sua autoria com o mesmo assunto (PLS 658/2015), em análise na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).  Acrescentou que o texto foi uma sugestão do ministro Edson Fachin, também do STF. Alvaro Dias agradeceu a sugestão de Toffoli, mas cobrou mais iniciativa do Senado.

— O Senado deveria ser o líder do debate nacional nas questões essenciais para o país. Mas, quase sempre não lideramos. Por que um projeto dessa natureza não prospera no Senado? — questionou o senador, acrescentando que também já existe uma proposta que trata da prisão em segunda instância em análise no Senado (PEC 5/2019).

Na visão de Randolfe Rodrigues (Rede-AP), o ofício é “no mínimo inoportuno” diante das circunstâncias. Ele lembrou que os poderes da República são independentes e harmônicos e que a responsabilidade de tomar uma decisão sobre a prisão em segunda instância é agora do STF. Segundo o senador, também seria estranho se o presidente do Congresso enviasse um ofício ao Supremo, sugerindo uma linha de interpretação da Constituição.

— Causa-me estupefação pelo paradoxo do momento. É quase um receio da decisão que o Supremo tem que tomar. Já existem centenas de projetos dessa natureza aqui e o Congresso saberá o momento de legislar — declarou Randolfe.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte Oficial: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2019/10/29/stf-faz-sugestao-legislativa-para-evitar-prescricoes-e-senadores-reagem.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Advocacia do Senado será homenageada em Plenário pelos 25 anos de atuação — Senado Notícias

Na próxima quarta-feira (27), às 10h, será realizada sessão especial em Plenário para homenagear os …