É raro decisão do STF mudar condenação, afirma Carmen Lúcia – Jornal do Comércio

A ministra Carmen Lúcia participou, na semana passada, de um painel do evento Estadão Summit Brasil, realizado em São Paulo. Questionada sobre o julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a prisão após condenação em segunda instância, Carmen Lúcia disse que não comentaria o assunto porque será a próxima a votar.

No entanto, durante o painel, a ministra disse que “há uma tendência histórica de a interpretação do tema ser a de dar eficiência ao sistema criminal” e que “direito ineficiente fomenta desconfiança na sociedade”. “Quando eu estava na presidência do STF, o tema da prisão após segunda instância não voltou”, ironizou a ministra, arrancando risos e aplausos da plateia.

Carmen Lúcia disse, ainda, que os tribunais superiores são proibidos de analisar provas em processos criminais. A decisão do STF “não muda a condenação ou não, a não ser em casos raríssimos”, acrescentou.

O julgamento do tema deve ser retomado na próxima quinta-feira. O placar está em 4 a 3 a favor de manter a execução penal após condenação em segunda instância.




Fonte Oficial: https://www.jornaldocomercio.com/_conteudo/cadernos/jornal_da_lei/2019/10/710138-e-raro-decisao-do-stf-mudar-condenacao-afirma-carmen-lucia.html.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Deputados apelam a Maia e Alcolumbre por MP do novo Mais Médicos – Congresso em Foco

Integrantes da Frente Parlamentar da Saúde pressionam os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e …