Preparação para o TPS 2019 entra na reta final — Tribunal Superior Eleitoral

No último domingo (3), encerrou-se o prazo para a apresentação de recursos referentes à fase de inscrições para o Teste Público de Segurança (TPS) 2019 do Sistema Eletrônico de Votação. Como nenhum participante recorreu, a fase de inscrições foi concluída, e não será necessário o sorteio público para a seleção de inscrições previsto no cronograma do evento para esta quarta-feira (6). Dessa forma, a preparação do TPS 2019 entra na reta final. Os testes ocorrerão de 25 a 29 de novembro, na sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília.

Passagens e diárias para que os participantes de outras cidades possam se deslocar para Brasília nos dias do TPS devem ser requisitadas no período de 12 a 20 de novembro. Na abertura do evento, dia 25 de novembro, todos os investigadores deverão se credenciar no TSE para ter acesso aos materiais e ao ambiente onde poderão executar seus planos de ataque aos componentes internos e externos da urna eletrônica. Ao todo, três investigadores individuais e cinco grupos executarão 13 planos de teste.

Os resultados preliminares do TPS 2019 serão divulgados no dia 29 de novembro e, no dia 10 de dezembro, será divulgado o resultado final. Caso sejam apontadas vulnerabilidades a serem corrigidas no sistema eletrônico de votação, será realizada uma nova rodada de testes, de 27 a 29 de abril de 2020, para a confirmação das soluções implementadas, com a participação dos investigadores que as tiverem sugerido.

O TPS

O Teste Público de Segurança do Sistema Eletrônico de Votação foi criado com a finalidade de fortalecer a confiabilidade, a transparência e a segurança da captação e da apuração dos votos, além de propiciar melhorias no processo eleitoral. O TPS contempla ações controladas com o objetivo de identificar vulnerabilidades e falhas relacionadas à violação da integridade ou do anonimato dos votos de uma eleição.

Durante o TPS, os investigadores selecionados têm acesso aos componentes internos e externos do sistema eletrônico de votação – como aqueles usados para a geração de mídias –, lacrados em cerimônia pública, incluindo o hardware da urna e seus softwares embarcados.

Os planos de teste elaborados pelos investigadores ou grupo de investigadores inscritos no TPS detalham as ações que serão executadas, com o objetivo de identificar possíveis falhas ou vulnerabilidades contidas no sistema eletrônico de votação. Os planos devem estar relacionados à violação da integridade ou do sigilo dos votos de uma eleição.

A íntegra da programação do TPS 2019 pode ser conferida na página do evento, no Portal do TSE.

RG/LC, DM

Leia mais:

30.10.2019 – TSE divulga lista de inscritos com planos de teste aprovados para o TPS 2019

Fonte Oficial: http://www.tse.jus.br/imprensa/noticias-tse/2019/Novembro/preparacao-para-o-tps-2019-entra-na-reta-final.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

TSE aprova regras sobre controle de autenticidade da ata das convenções virtuais nas Eleições 2020 — Tribunal Superior Eleitoral

Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovaram, por unanimidade, a resolução que define as …