Semana da Conciliação: pai reconhece paternidade e anuncia casamento

A felicidade no semblante da pequena Glória Vitória tinha justificativa: seu pai, Alexsandro dos Santos, reconheceu espontaneamente sua paternidade, reatou relacionamento com sua mãe, Maria Júlia da Silva, e com ela vai se casar formalmente na próxima sexta-feira, em casamento coletivo organizado pelo Judiciário de Alagoas.

O acordo entre Maria Juliana da Silva e Alexsandro dos Santos, que ampliou a felicidade da pequena garota, esperta e muito serelepe, foi sacramentado em audiência da Semana Nacional de Conciliação em mutirão do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) no Centro Universitário Tiradentes (Unit), em Cruz das Almas, Maceió.

“A gente se relacionou e se separou. Grávida, fui embora para o Rio. Glorinha nasceu. Recentemente, voltei a Alagoas. A gente se reencontrou, as coisas se reajustaram”, comentou Maria Júlia da Silva, felicíssima com a decisão de Alexsandro de reconhecer a paternidade da sua filha. “Ele sabe que é filha dele. Tô muito feliz”.

Alegria dos filhos e tranquilidade dos pais

Alexsandro aproveitou a etapa alagoana da Semana da Conciliação para assumir sua responsabilidade o quanto antes. “Audiência foi rápida. Reconheci a paternidade. É minha filha. Quero vê-la feliz. Tudo certo”, afirmou, ao observá-la na brinquedoteca montada justamente para dar tranquilidade aos que tentam conciliação.

“Com a Glorinha em segurança, a gente resolveu nossas questões tranquilamente”, afirmou Maria Júlia. Ela se referia ao espaço onde profissionais cuidam dos filhos de quem tem audiência marcada. “Seria complicado participar da audiência sem ter com quem deixá-lo”, disse Dailma Taiara, mãe de Pedro Lorenzo, 1 ano e 9 meses.

O garoto permaneceu na brinquedoteca durante o tempo em que sua mãe esperou pela presença do responsável pela alimentação de seu filho. “Infelizmente, o pai de meu esposo, que tem alguns problemas, não compareceu. Não resolvi a questão ainda, mas saio daqui satisfeita pelo atendimento de muita qualidade”, afirmou.

A recreadora Conceição Marques, servidora do Judiciário, é uma das profissionais que cuidam da garotada. “Enquanto os pais ou responsáveis se conciliam, as crianças têm toda atenção por aqui”, afirmou. “A gente usa recursos da psicologia para orientá-los também”, afirmou a estudante Natália Freitas, acadêmica de Psicologia.

Assistência aos filhos de quem tenta conciliação

A assistência profissional aos filhos de quem tenta conciliação foi planejada pela juíza Maysa Cesário, titular da 24ª Vara de Família da Comarca de Maceió. “Fundamental o espaço para brincar, aprender e se divertir enquanto os pais estão em audiência para tentar uma conciliação”, comentou a magistrada.

Na manhã desta quarta-feira, Maysa arrumou um tempinho e foi dialogar com Glorinha e Pedrinho. Mostrou-lhes as atividades lúdicas da cartilha “O Pé das Maças Douradas”, de sua autoria e que será lançada nesta quinta-feira, na 9ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas, no estande da Esmal, no Armazém Uzina, em Jaraguá.

Editada com apoio da Diretoria de Comunicação do TJAL, a publicação mostra a conciliação entre vizinhos que, inicialmente, divergem por causa dos frutos dourados de uma macieira. O livreto integra projeto de disseminação da cultura de paz entre crianças e adolescentes do Poder Judiciário de Alagoas.

Fonte: TJAL

Fonte Oficial: https://www.cnj.jus.br/conciliacao-pai-reconhece-paternidade-e-anuncia-casamento/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=conciliacao-pai-reconhece-paternidade-e-anuncia-casamento.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Paraíba firma acordo para criação de Escritório Social em dezembro

A Paraíba será o primeiro estado do Nordeste a implantar o Escritório Social, que visa …