Nota de repúdio à declaração do procurador de Justiça do Pará – OAB

A Comissão Nacional da Verdade da Escravidão Negra no Brasil
do Conselho Federal da OAB vem manifestar o seu repúdio em decorrência da
declaração do procurador de Justiça do Pará, Ricardo Albuquerque da Silva,
sobre a escravidão do país.

As afirmações preconceituosas do procurador, ao indicar que
o “problema da escravidão no Brasil foi porque o índio não gosta de
trabalhar” e que “eu não acho que nós tenhamos dívida nenhuma com
quilombolas”, são incompatíveis com o cargo que ocupa e infundamentadas. É
inadmissível que um representante da justiça brasileira contradiga a história
da nação e desminta o sofrimento da população negra durante o triste período da
escravidão.

A Comissão Nacional da Verdade da Escravidão Negra, ciente
de seu papel em defender a dignidade humana e combater todas as formas de
discriminação racial, está atenta as declarações e atitudes preconceituosas e
não tolerará esse tipo de prática em nenhuma hipótese.

Comissão Nacional da Verdade da Escravidão Negra no Brasil

Fonte Oficial: http://www.oab.org.br/noticia/57803/nota-de-repudio-a-declaracao-do-procurador-de-justica-do-para.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

OAB solicita ingresso como amicus curiae para debater execução autônoma de honorários advocatícios – OAB

A OAB Nacional solicitou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) o ingresso como amicus curiae …