Ouvidoria do STJ fortalece canais de participação do público – STJ

​O ministro Marco Aurélio Bellizze divulgou o relatório com o balanço das atividades da Ouvidoria do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que ele comandou no período de 14 de novembro de 2018 a 13 de novembro de 2019. A nova ouvidora é a ministra Assusete Magalhães. 

Regida pela Resolução STJ/GP 20, de 18 de dezembro de 2013, e pela Resolução STJ/GP 14, de 22 de junho de 2016, a Ouvidoria recebe reclamações, denúncias, críticas, sugestões e elogios relativos à atuação do STJ. A unidade também é responsável pela operacionalização da Lei de Acesso à Informação (Lei 12.527/2011).

Ao longo do último ano de gestão, foram implementadas ações para o fortalecimento do papel institucional da Ouvidoria e da participação do cidadão, com estudos sobre a ampliação de seus canais de contato – entre eles, a Pesquisa de Satisfação do STJ, fonte do indicador estratégico Satisfação do Cidadão, que integra o Plano STJ 2015-2020.

Segundo o Relatório de Gestão 2018/2019, entre novembro de 2018 e outubro de 2019 foram dirigidas 7.525 manifestações à Ouvidoria e 102 solicitações por meio do Serviço de Informação ao Cidadão. Entre os assuntos mais demandados, estão acompanhamento processual, informações sobre as unidades do tribunal, jurisprudência e processo eletrônico.

Com o apoio do ministro Bellizze, as servidoras da Ouvidoria realizaram no último ano 324 horas de capacitação, com destaque para as ações de caráter gerencial e as voltadas para a inteligência artificial e a análise de dados. O ministro também foi responsável pelo evento, em 12 de junho, que comemorou os 15 anos de criação da unidade.

Inteligência arti​​​ficial

Com o objetivo de atingir novos públicos, a Ouvidoria iniciou – em parceria com a Secretaria de Jurisprudência – estudos sobre o Chatbot, ferramenta baseada em inteligência artificial para personalizar e agilizar o atendimento às manifestações recebidas.

A funcionalidade também vai permitir estender o atendimento realizado de forma pessoal nas páginas de internet e intranet do STJ, e possibilitar a automação de atendimento. Em outubro, foi feito o levantamento de unidades do tribunal interessadas na ferramenta e dos respectivos requisitos técnicos. O próximo passo é a licitação para a aquisição da ferramenta.

Transp​​arência

O trabalho de acesso à informação realizado pela Ouvidoria rendeu ao STJ o primeiro lugar entre os tribunais superiores no Ranking da Transparência do Poder Judiciário 2018. Implementado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o ranking tem por objetivo divulgar anualmente o nível de transparência das informações apresentadas nos sites dos tribunais brasileiros.

Ao longo do primeiro semestre de 2019, a Ouvidoria, as unidades detentoras das informações e a Secretaria-Geral da Presidência do STJ trabalharam para melhorar o desempenho do tribunal, aumentando sua posição no ranking, que subiu quase cinco pontos percentuais em 2019, com 79,70% de aderência aos requisitos do CNJ.

Fonte Oficial: http://feedproxy.google.com/~r/STJNoticias/~3/JrdKLXRiqC4/Ouvidoria-do-STJ-fortalece-canais-de-participacao-do-publico.aspx.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Exposição STJ 30 anos, 30 histórias tem visitação aberta até 19 de dezembro – STJ

​Nos últimos dois meses, o público que visitou a exposição multimídia STJ 30 anos, 30 …