Patrulha Maria da Penha: mais de 4 mil atendimentos

Importante instrumento no combate à violência doméstica e familiar contra a mulher, as equipes da Patrulha Maria da Penha-Guardiões da Vida já realizaram 4.026 atendimentos no estado desde que a iniciativa foi criada, em agosto deste ano, através de uma parceria do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro e a Secretaria de Estado de Polícia Militar.

O número foi apresentado no “Seminário sobre Violência contra a Mulher e a Atuação da Patrulha Maria da Penha – Guardiões da Vida”, realizado no clube Hebraica, na última quinta-feira (12/12). No evento, foi realizada uma homenagem à desembargadora Suely Lopes Magalhães, coordenadora da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Coem), pelo apoio recebido para a implantação da iniciativa.

O seminário contou com cinco painéis e debate, através dos quais foram divulgadas as estatísticas do programa, incluindo as áreas de maior incidência de crimes de violência doméstica e o perfil das vítimas. A violência doméstica responde por mais de 30% das ocorrências atendidas por viaturas acionadas pelo Serviço 190, que cobre toda a área da Região Metropolitana do estado.

A iniciativa contou com a participação de autoridades e representantes de diferentes áreas e segmentos envolvidos no combate à violência doméstica, além de uma convidada especial, a coordenadora Provincial para Respostas à Violência Sexual e Doméstica da Polícia Real Montada do Canadá, Sergeant Stephanie Aston.

Estiveram presentes a coordenadora da Patrulha Maria da Penha, major Cláudia Orlinda; o coordenador da Coordenadoria de Assuntos Estratégicos (CAEs) da Secretaria de Estado de Polícia Militar do Rio de Janeiro, coronel Max William Coelho Moreira de Oliveira; a juíza Luciana Fiala de Siqueira Carvalho, do V Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra Mulher; a subcoordenadora Criminal do Ministério Público do Rio de Janeiro, promotora de Justiça Lúcia Iloizio Barros Bastos; a coordenadora de Defesa dos Direitos da Mulher, defensora Flávia Brasil Barbosa do Nascimento; a diretora da Coordenadoria Geral das Delegacias Especializadas em Atendimento à Mulher, delegada de Polícia Civil Juliana Emerique; o comandante do 2º Comando de Policiamento de Área (CPA), coronel Wilman René Gonçalves Alonso; o comandante do 7º CPA; coronel Marcelo Freiman de Sousa Ramos.

A Patrulha

A cor lilás se uniu ao tradicional azul e branco em algumas viaturas da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro que são utilizadas pela Patrulha Maria da Penha – Guardiões da Vida, no dia 5 de agosto, quando a iniciativa foi lançada, através da parceria entre o TJRJ e a Polícia Militar. O grupo motorizado especial atende casos de violência contra a mulher em todo o estado do Rio, fiscalizando o cumprimento de medidas protetivas.

Fonte: TJRJ

Fonte Oficial: https://www.cnj.jus.br/patrulha-maria-da-penha-mais-de-4-mil-atendimentos/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=patrulha-maria-da-penha-mais-de-4-mil-atendimentos.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Centro de Conciliação supera R$18 milhões em acordos

O Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas (Cejusc-JT) do Tribunal Regional do …