Plenário aprova empréstimos a Araguaína, Ponta Porã e Santo André — Senado Notícias

O Plenário aprovou nesta terça-feira (17) a contratação de empréstimos que beneficiarão três municípios: Araguaína (TO), Ponta Porã (MS) e Santo André (SP), no valor total de US$ 129,9 milhões. As três operações de crédito externo seguem agora para promulgação. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, ressaltou o papel da Casa na apreciação desses projetos. 

— O Senado não se furtou em nenhum momento em deliberar essas matérias, porque entende a importância para os municípios e esses estados. O Senado tem votado todas as matérias que dizem respeito à liberação de recursos para estados e municípios com a celeridade devida.

Mais cedo, as três propostas foram aprovadas na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Vários senadores, tanto na comissão quanto no Plenário, apoiaram a votação das mensagens que vão beneficiar os três municípios. 

Araguaína

O empréstimo de Araguaína será feito junto à Corporação Andina de Fomento, no valor de US$ 54,9 milhões, o equivalente a cerca de R$ 223 milhões. De acordo com a mensagem do Executivo (MSF 92/2019), o dinheiro vai financiar parcialmente o Projeto de Saneamento Integrado de Araguaína. Os gastos do projeto que podem ser pagos com os recursos incluem obras, aquisição de bens e equipamentos e contratação de serviços e consultorias.

A liberação dos recursos será feita em quatro parcelas, de 2019 até 2022. A contrapartida do município também se dará em quatro vezes, no valor total de US$ 13,7 milhões, o que equivale a R$ 53 milhões.

O prazo total para o pagamento será de 16 anos, incluindo a carência de 54 meses (quatro anos e meio), contado da assinatura do contrato. A amortização do empréstimo será feita em 24 parcelas semestrais. Os juros incluem taxa interbancária (Libor) de seis meses, mais 1,8% ao ano, além de outros encargos e comissões. De acordo com a análise do Ministério da Economia, o custo efetivo da operação é de 3,4% ao ano.

A senadora Kátia Abreu (PDT-TO) afirmou que Araguaína é o centro nervoso do estado do ponto de vista econômico e atrai habitantes de cidades e estados vizinhos por sua qualidade no atendimento à saúde. Kátia destacou que, com o empréstimo, o prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, terá atingido apenas 30% do endividamento da receita corrente líquida, que pode chegar até 120%.

O senador Irajá (PSD-TO), que relatou a mensagem, manifestou alegria pela aprovação do financiamento que, segundo ele, estava sendo buscado pelo prefeito há quase dois anos. Ele explicou que haverá obras fundamentais para a cidade e destacou a organização do prefeito, que já iniciou as obras de saneamento para receber o financiamento.

— Vale também destacar que serão quase 10 km de novas rodovias em 12 bairros, além do recapeamento de 90 Km de rodovias — afirmou.

Ponta Porã

O empréstimo para a cidade de Ponta Porã veio por meio da Mensagem (MSF) 91/2019, que autoriza o município a contratar o valor de até US$ 25 milhões (cerca de R$ 101 milhões) junto ao Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata).

O recurso, de acordo com o texto, será destinado ao programa Fronteira do Futuro, que visa a promover o desenvolvimento na faixa fronteiriça na cidade de Ponta Porã, que tem divisa com a cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero.

O projeto destaca que o dinheiro será liberado em partes, entre 2020 e 2023, e contratado com base na taxa de juros Libor de seis meses, acrescida de spread, devendo ter custo efetivo de 4,62% ao ano.

O relator da proposta, senador Luiz do Carmo (MDB-GO), votou pela aprovação do empréstimo por entender que o município apresenta suficiência de contragarantias e capacidade de pagamento.

— Ponta Porã tem disponibilidades financeiras para a cobertura das obrigações advindas do empréstimo, pois as margens disponíveis apuradas são suficientes para cobrir eventual dívida que venha a ser honrada pela União — justificou.

O senador Nelsinho Trad (PSD-MS) afirmou que Ponta Porã é uma cidade próspera e tem uma evolução substancial nas demandas sociais.

— É conhecida pela produção de erva-mate como a princesinha dos ervais. Atualmente é gerida pelo senhor Hélio Peluffo, nascido na cidade, uma pessoa muito bemquista, está fazendo uma excelente gestão. Numa oportunidade breve, espero poder levá-los para conhecer essa que é uma das mais charmosas cidades do Mato Grosso do Sul, que é Ponta Porã — afirmou.

Santo André

Dada como lida nesta terça-feira (17) pelo Plenário, a Mensagem 93/2019 chegou nos últimos minutos da reunião da CAE para ser votada. A contratação da operação de crédito externo no valor de US$ 50 milhões (cerca de R$ 203 milhões) será para financiar parcialmente o programa Sanear Santo André (Saneasa).

Segundo o relator, senador Otto Alencar (PSD-BA), o município tem condições financeiras de arcar com o empréstimo e atende às exigências para o contrato. Otto Alencar, antes de relatar a operação de crédito a Santo André, reclamou que há uma discriminação do governo com a Bahia, que pleiteia há três anos por um empréstimo junto ao Banco Europeu de Investimento.

— A Secretaria do Tesouro Nacional, há 60 dias, aumentou o espaço fiscal de São Paulo para que o estado pudesse tomar US$ 1,1 bilhão. O senador Omar Aziz [presidente da CAE] me convocou, veio aqui, nós marcamos presença e eu fui o relator para São Paulo. Eu podia pegar e dizer: não, só vou aprovar esse empréstimo para São Paulo se por acaso ampliarem em 100% o espaço fiscal da Bahia. Mas eu não fiz isso — afirmou, dizendo que não tem esse comportamento de discriminar nenhum estado.

O senador Eduardo Gomes (MDB-TO), líder do governo no Congresso, afirmou que o tratamento a essa questão será direto, e que a Presidência da República receberá todas as informações passadas por Otto e serão tratadas da forma correta.

— Eu tenho certeza de que não é do presidente Bolsonaro a culpa de três anos de morosidade no empréstimo, mas também sei o trabalho que o governador da Bahia tem feito, o trabalho que o senador Jaques Wagner fez. Tem o meu respeito e a minha admiração e terá da liderança do governo um tratamento vertical e direto — afirmou Eduardo.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte Oficial: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2019/12/17/plenario-aprova-emprestimos-a-araguaina-ponta-pora-e-santo-andre.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Projeto cria Microempreendedor Jovem com faturamento de até R$ 180 mil ao ano — Senado Notícias

Está na pauta do Senado para 2020 o projeto de Lei do Microempreendedor Jovem (PLP …