Até março, mais 452 câmeras de segurança serão instaladas

A instalação de mais 452 câmeras nos 31 fóruns restantes da Justiça estadual da Paraíba será concluída em março deste ano. Nesta segunda-feira (13/1), teve início a implementação das câmeras de segurança eletrônica nas unidades judiciárias de Cruz do Espírito Santo, Pilar, Mari, Gurinhém, Alagoinha, Guarabira, Pirpirituba, Belém, Bananeiras, Araruna, Alagoa Grande, Areia, Alagoa Nova, Esperança e Remígio.

De acordo com o cronograma disponibilizado pela empresa de segurança Alamo, responsável pelo serviço, a instalação será concluída em março com 280 câmeras implantadas nas comarcas de Aroeiras, Boqueirão, Conde, Lucena, Pocinhos, Soledade, Sumé, Alhandra, Ingá, Itaporanga, Patos, Pombal, Queimadas, Rio Tinto, Sapé e Sousa. O depósito, a Vara da Infância, o 3º Juizado Especial Cível, o Juizado da Violência Doméstica e o 2º Juizado Cível, todos da Comarca de Campina Grande, também serão beneficiados, além da Vara da Infância da Capital. A iniciativa vai proporcionar mais segurança aos magistrados, servidores, jurisdicionados e operadores do Direito em toda a Paraíba.

Os fóruns da Região Metropolitana de João Pessoa; fóruns Cível e Criminal da Capital, Bayeux, Santa Rita, Cabedelo, Mangabeira, e prédios dos anexos do TJPB já constam com as câmeras de segurança, bem como, nas 21 comarcas de fronteira.

“Na verdade, são instrumentos de modernização do Judiciário paraibano, para fomentar a segurança de todas as pessoas que frequentam os prédios pertencentes ao Tribunal de Justiça da Paraíba. A captação das imagens é extremamente importante, como medida preventiva de combate aos possíveis delitos, também serve como repressão ao crime”, comentou o juiz auxiliar da Presidência do TJPB e integrante da Comissão de Segurança da Corte, Rodrigo Marques.

Para exemplificar, o magistrado citou dois casos. O primeiro, na Comarca de Conceição, quando um homem foi flagrado pelas câmeras externas do fórum pulando o muro de um prédio vizinho. Devido as imagens, a pessoa foi identificada, o que resultou em sua prisão. Outro fato, foi na Comarca de Juazeirinho. Na oportunidade, cinco homens roubaram o Fórum local, sendo um deles identificado, também, pela câmera externa da unidade judiciária, o indivíduo foi preso por ordem judicial.

Ainda segundo Rodrigo Marques, a instalação das câmeras nos fóruns da Justiça estadual caminha de acordo com os interesses do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), quando priorizou a segurança em todo o Poder Judiciário. “De logo, implementamos o Projeto Comarcas de Fronteira, que consiste em um trabalho que envolve monitoramento por câmeras e a presença de um militar durante o horário de expediente. Contudo, levando em consideração a economia que fizemos, avançamos e estamos ampliando as câmeras para toda a Paraíba”, destacou.

Segundo o gerente de Segurança Institucional do TJPB, coronel Gilberto Moura, no início de 2019, a Presidência do TJPB reduziu alguns postos de vigilância na Capital, sem comprometer a segurança dos prédios do Poder Judiciário estadual. “Com a verba que foi economizada com a redução desses postos, a atual gestão passou a instalar câmeras de segurança em todas as comarcas do estado”, explicou.

Fonte: TJPB

Fonte Oficial: https://www.cnj.jus.br/ate-marco-mais-452-cameras-de-seguranca/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=ate-marco-mais-452-cameras-de-seguranca.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Justiça do Paraná realiza mais de 2,3 milhões de atos processuais em trabalho remoto

Entre os dias 16 de março e 28 de junho, o Tribunal de Justiça do Paraná …