Edifício-Sede do STF passa por restauração das esquadrias – STF

O Edifício-Sede do Supremo Tribunal Federal, na Praça dos Três Poderes, em Brasília, passa por uma obra de restauração das esquadrias e de substituição dos vidros comuns por temperados, que não produzem estilhaços em caso de quebra. É a primeira vez que o prédio, inaugurado em 1960, passa por uma obra desse tipo. O objetivo, além de preservar o patrimônio histórico, é melhorar a segurança para visitantes, advogados, servidores e colaboradores que frequentam diariamente o STF.

Os trabalhos não interferem no funcionamento normal do Plenário e das unidades localizadas no Edifício-Sede. No entanto, nos dias de sessões plenárias (quartas e quintas-feiras), as obras são suspensas no período da tarde. A restauração deve ser concluída ainda no primeiro semestre.

Cartão postal

A sede do STF, concebida pelo arquiteto Oscar Niemeyer com projeto estrutural do engenheiro Joaquim Cardozo, foi inaugurada junto com Brasília, em 21/4/1960, depois de a Corte ter funcionado durante 69 anos no Rio de Janeiro. O estudo preliminar para a obra começou em 1958, e o anteprojeto é de 1959.

Tombamento

Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artísitico Nacional (Iphan) desde 2007, o prédio é também um dos cartões postais de Brasília, cidade declarada Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco em 1987. Em 2019, o local recebeu mais de 36 mil visitantes do país e do exterior.

Qualquer intervenção nos monumentos tombados deve seguir critérios específicos em relação ao tipo de material e à técnica empregada para a conservação e a restauração. No STF, a reforma é acompanhada por equipes do Iphan. Entre outros aspectos, as esquadrias originais que estiverem em bom estado serão preservadas, e apenas as que apresentarem sinais de corrosão serão substituídas.

GR//CF

 

Fonte Oficial: http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=435891.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Governo federal deve prestar informações sobre ações contra Covid-19 em povos indígenas – STF

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), solicitou a manifestação do presidente …