Ano Judiciário 2020 é aberto no STF — Senado Notícias

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, disse nesta segunda-feira (3) que a Corte deve julgar ao longo de 2020 temas “de relevância nacional”, como pontos da reforma trabalhista e da minirreforma eleitoral, aprovadas no ano passado pelo Congresso. Em pronunciamento durante a Abertura do Ano Judiciário 2020, ele destacou que alguns processos devem chegar ao plenário do STF ainda no primeiro semestre.

— São pautas de relevância nacional: questões de natureza tributária, como a incidência do ICMS na base de cálculo do PIS e da Cofins; política de preços mínimos para o transporte de cargas; royalties do petróleo; dispositivos da reforma trabalhista; e diversas questões sobre a minirreforma eleitoral. Em mais de 20% desses casos, são os partidos políticos que trazem os temas a essa Corte, tendo sido derrotados nas votações do Congresso — disse.

“Portas abertas”

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, participou da sessão. Ele não discursou durante a solenidade, mas em uma rede social escreveu sobre a Abertura do Ano Judiciário 2020: “O Congresso Nacional está de portas abertas para o diálogo constante, e tenho a certeza de que iremos construir, de forma conjunta e harmônica, os melhores caminhos para o país”.

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, representou Jair Bolsonaro na cerimônia. Ele disse que a separação e a independência entre os Poderes “foram e são reafirmados”. Mourão destacou que as reformas administrativa e tributária são prioritárias do Executivo em 2020 e citou a aprovação da reforma da Previdência e da Lei da Liberdade Econômica (Lei 13.874, de 2019) como destaque do ano passado.

— A redução do número de desempregados e a aprovação da medida da liberdade econômica sinalizaram que o governo brasileiro pretende a consagração do trabalho e da livre iniciativa. A redução da criminalidade no país, a partir de uma postura do governo que não é leniente com o crime, assegura a aplicação mais eficiente dos recursos públicos para a segurança dos brasileiros — afirmou.

A Abertura do Ano Judiciário 2020 contou também com as presenças do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia; do procurador-Geral da República, Augusto Aras; do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz; do ministro da Justiça, Sergio Moro; e dos presidentes do Superior Tribunal de Justiça, João Otávio de Noronha; do Superior Tribunal Militar, Marcus Vinicius Oliveira dos Santos; e do Tribunal Superior do Trabalho, João Batista Brito Pereira.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte Oficial: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2020/02/03/ano-judiciario-2020-e-aberto-no-stf.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Projeto permite acompanhante para pessoa com deficiência internada com covid-19 — Senado Notícias

O senador Romário (Podemos-RJ) apresentou um projeto de lei, o PL 2.985/2020,  que permite a …