Redes sociais do TSE realizam ação sobre desinformação no Dia da Internet Segura — Tribunal Superior Eleitoral

O 12º Dia da Internet Segura será comemorado na próxima terça-feira (11). Para marcar a data, as redes sociais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) realizarão uma ação coordenada com diversas entidades parceiras, visando a conscientizar os usuários sobre as consequências negativas da difusão de desinformação no período eleitoral. Desde 2017, as redes do Tribunal participam do Dia da Internet Segura.

Com a proximidade das Eleições Municipais de 2020, que acontecerão em outubro, durante toda a próxima terça, os perfis do TSE no Facebook, no Twitter e no Instagram, administrados pela Assessoria de Comunicação (Ascom) da Corte, publicarão conjuntos de cards com os personagens da Turma da Democracia e ilustrações do artista brasiliense Toninho Eusébio. Em linguagem direta e lúdica, os posts esclarecerão diversos mitos disseminados sobre a Justiça Eleitoral e as eleições, como sobre a segurança da urna eletrônica, o horário de votação, o voto nulo e a apuração e totalização dos votos, entre outros.

O Dia da Internet Segura é promovido em mais de 130 países pela SaferNet, entidade que atua na promoção de um ambiente digital mais seguro e responsável e é uma das parceiras do Programa de Enfrentamento à Desinformação com Foco nas Eleições 2020 do TSE. No dia 11 de fevereiro, personalidades e várias instituições públicas e privadas realizarão ações presenciais ou on-line para promover debates e reflexões em torno dos diversos desafios enfrentados atualmente na internet, como a desinformação, o bullying, a extorsão e os crimes virtuais.

Só no Brasil, a 12ª edição do Dia da Internet Segura realizará mais de 50 atividades em diversas cidades. As ações do evento (no inglês, Safe Internet Day) serão sinalizadas com a hashtag #SID2020.

Evento

A SaferNet Brasil e o Comitê Gestor da Internet (CGI.br) realizarão um evento para celebrar o 12º Dia da Internet Segura no dia 11 de fevereiro, em São Paulo. Na ocasião, especialistas brasileiros e estrangeiros se reunirão para discutir temas relevantes para a segurança digital, como privacidade, criptografia, bem-estar e combate à desinformação on-line. Também serão discutidas iniciativas de educação para o uso ético, seguro e responsável da internet. O evento será transmitido ao vivo para todo o país e será aberto à imprensa.

O juiz auxiliar da Presidência do TSE e coordenador do grupo gestor do Programa de Enfrentamento à Desinformação, Ricardo Fioreze, participará da mesa “Liberdade de expressão e desinformação no contexto das Eleições 2020”. Na oportunidade, ele abordará o plano de enfrentamento da desinformação e as campanhas educativas do TSE com vistas ao pleito deste ano.

O magistrado ressalta a importância do evento na promoção do tema “internet segura”, com todas as variações que apresenta. “Uma delas é o fenômeno da desinformação, que é propagado por meio da internet. A participação do TSE num evento dessa natureza, e com esse propósito, passa a ser importante na medida em que temos a oportunidade de divulgar o Programa de Enfrentamento à Desinformação, dando-lhe também maior visibilidade e provocando uma reflexão sobre o assunto nos diversos setores e atores da sociedade”, afirma Ricardo Fioreze.

O Programa de Enfrentamento à Desinformação com Foco nas Eleições 2020 conta, atualmente, com 48 parceiros, entre entidades públicas e privadas, partidos políticos e grandes plataformas de internet, havendo a possibilidade de novas adesões. 

RG, EM/LC, DM

Fonte Oficial: http://www.tse.jus.br/imprensa/noticias-tse/2020/Fevereiro/redes-sociais-do-tse-realizam-acao-sobre-desinformacao-no-dia-da-internet-segura.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Condutas permitidas e proibidas nas eleições – Rafael Vasconcellos I Momento eleitoral nº 97

O que pode ser feito e o que não é permitido no período da pré-campanha? …