Série de programas da TV Justiça mostra iniciativas do Judiciário para melhorar a vida da população – STF

A TV Justiça estreia nesta sexta-feira (14) uma série de interprogramas (vídeos de curta duração inseridos nos intervalos da programação) que integram a campanha Aqui tem Justiça. O material também será compartilhado nas redes sociais do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e na Rádio Justiça.

A campanha Aqui tem Justiça foi lançada em abril do ano passado com o objetivo de divulgar à sociedade diversas iniciativas do Poder Judiciário para melhorar a vida dos cidadãos. Os programas, divulgados em forma de “pílulas” na programação, procuram mostrar onde a Justiça está presente na vida das pessoas em todas as partes do país.

Onde estão e como funcionam os programas de reconhecimento de paternidade e os centros judiciários de solução de conflitos são alguns dos temas que serão apresentados nos vídeos, que trarão ainda informações sobre a Política de Atenção e Apoio às Vítimas de Crimes e Atos Infracionais. Um dos programas fala também sobre a Justiça Itinerante em Rondônia, que se utiliza de um barco para dar às populações ribeirinhas acesso a serviços diversos como certidões, solicitação de documentos e assessoria jurídica para diversas finalidades, como pedidos de pensão alimentícia.

No lançamento da campanha, o presidente do STF e do CNJ, ministro Dias Toffoli, explicou que ela foi criada para mostrar ao cidadão como o Poder Judiciário brasileiro trabalha. “A ideia é mostrar as grandes questões que decidimos em favor do cidadão, em favor dos mais pobres, daqueles que têm sede e fome de Justiça”, afirmou. “O Judiciário existe para isso”.

AR/CF

 

Fonte Oficial: http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=437143.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Leis estaduais sobre taxa de religação de energia elétrica são inconstitucionais – STF

Por maioria, o Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) declarou a inconstitucionalidade de dispositivos das …