Tribunal reduz em 65% o consumo de papel

Pela quarta vez consecutiva, o Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (TRT-PE) reduziu o consumo de resmas de papel. Em 2019, houve uma economia de 12%  quando comparado a 2018. No último ano, foram utilizadas 7.605 resmas, em detrimento das 8.666 do período anterior.

Considerando os números de 2015 – quando entrou em vigor o Plano de Logística Sustentável do Tribunal – essa redução foi de 65%, já que o consumo daquele ano foi de 16.821 pacotes. A diminuição de custos foi significativa, pois se mantida a mesma despesa com papel de 2015 (R$ 171.586,83), o TRT-PE teria gasto R$ 211 mil reais a mais nesses quatro anos, isso sem levar em consideração o reajuste inflacionário.

Processo eletrônico

Importante destacar que o Regional pernambucano migrou todo o seu acervo processual para a plataforma do Processo Judicial Eletrônico (PJe) em 2019, tendo recebido o reconhecimento da Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho, com o Selo “100% PJe”, entregue à desembargadora corregedora do TRT6, Maria Clara Saboya Albuquerque Bernardino, no último dia 05, na sede do TST, em Brasília. Em 2017, o Tribunal pernambucano já havia estabelecido que todos os expedientes de natureza administrativa também tramitariam de forma digital, nesse caso, com o sistema Proad.

Confira os indicadores do Plano de Logística Sustentável.

Fonte: TRT6

Fonte Oficial: https://www.cnj.jus.br/tribunal-reduz-em-65-o-consumo-de-papel/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=tribunal-reduz-em-65-o-consumo-de-papel.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Central de Mandados de Maceió cumpre mais de 100 mil ordens judiciais

A Central de Mandados da capital alagoana cumpriu, em 2019, mais de 100 mil ordens …