Tribunal reduz em 65% o consumo de papel

Pela quarta vez consecutiva, o Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (TRT-PE) reduziu o consumo de resmas de papel. Em 2019, houve uma economia de 12%  quando comparado a 2018. No último ano, foram utilizadas 7.605 resmas, em detrimento das 8.666 do período anterior.

Considerando os números de 2015 – quando entrou em vigor o Plano de Logística Sustentável do Tribunal – essa redução foi de 65%, já que o consumo daquele ano foi de 16.821 pacotes. A diminuição de custos foi significativa, pois se mantida a mesma despesa com papel de 2015 (R$ 171.586,83), o TRT-PE teria gasto R$ 211 mil reais a mais nesses quatro anos, isso sem levar em consideração o reajuste inflacionário.

Processo eletrônico

Importante destacar que o Regional pernambucano migrou todo o seu acervo processual para a plataforma do Processo Judicial Eletrônico (PJe) em 2019, tendo recebido o reconhecimento da Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho, com o Selo “100% PJe”, entregue à desembargadora corregedora do TRT6, Maria Clara Saboya Albuquerque Bernardino, no último dia 05, na sede do TST, em Brasília. Em 2017, o Tribunal pernambucano já havia estabelecido que todos os expedientes de natureza administrativa também tramitariam de forma digital, nesse caso, com o sistema Proad.

Confira os indicadores do Plano de Logística Sustentável.

Fonte: TRT6

Fonte Oficial: https://www.cnj.jus.br/tribunal-reduz-em-65-o-consumo-de-papel/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=tribunal-reduz-em-65-o-consumo-de-papel.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

TRT realiza a primeira sessão de julgamento por videoconferência

A 11ª Turma realizou, nesta terça-feira (7/4), a primeira sessão de julgamento por videoconferência do …