Divulgação pela internet de gastos de penitenciárias será votada em comissão — Senado Notícias

Em reunião marcada para esta terça-feira (18), às 11h30, a Comissão de Fiscalização e Controle (CTFC) pode votar o projeto que obriga os diretores de penitenciárias federais, estaduais e do Distrito Federal a publicar na internet suas prestações de contas (PL 3.238/2019).

O autor, senador Marcos do Val (Podemos-ES), argumenta que o texto aumenta a transparência na gestão das penitenciárias federais e estaduais, de modo a facilitar o acesso às informações relativas a licitações, contratos e gastos com cartões corporativos, entre outas, mediante a divulgação em site acessível à população. Segundo o senador, o projeto é uma forma de promover princípios da administração pública, como publicidade e moralidade.

No relatório sobre a proposta, a senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) concorda com a iniciativa, que visa “aumentar a transparência na gestão das penitenciárias”. Mas ela também afirma que, da forma como está, o projeto é inconstitucional. A senadora argumenta que alterações na legislação sobre servidores públicos somente podem ser propostas pelo presidente da República (no caso de servidores federais) e pelos governadores (no caso de servidores estaduais e do Distrito Federal).

Para resolver o problema, Eliziane recomenda que o projeto seja inserido em legislação que já trata do assunto. Assim, em vez de propor uma nova lei para exigir a prestação de contas de penitenciárias, conforme prevê o texto original, ela sugere que a exigência seja acrescentada ao texto da Lei de Acesso à Informação (Lei 12.527, de 2011), “a qual, por constituir lei nacional, aplicável, portanto, à administração pública das três esferas da Federação, afasta o apontado vício de iniciativa”.

A decisão na CTFC terá caráter terminativo, ou seja, se o texto for aprovado e não houver recurso para votação no Plenário, seguirá diretamente para a apreciação da Câmara dos Deputados.

Cacau e Segurança

Na mesma reunião, a comissão vai votar, em turno suplementar, o substitutivo ao projeto que estabelece definições e características para os produtos derivados de cacau (PL 1.769/2019). Também consta da pauta o substitutivo da Câmara dos Deputados ao projeto do Senado que estabelece o Estatuto da Segurança Privada (SCD 6/2016).

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte Oficial: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2020/02/14/divulgacao-pela-internet-de-gastos-de-penitenciarias-sera-votada-em-comissao.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Política econômica do governo prejudica os mais pobres, afirma Paim — Senado Notícias

O senador Paulo Paim (PT-RS) criticou, em pronunciamento nesta sexta-feira (25), a política econômica do …