Balconista obtém no TST rescisão indireta do contrato de trabalho


                         Baixe o áudio
      

 

A Segunda Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) aceitou o pedido de uma balconista e determinou a rescisão indireta do contrato de trabalho da profissional com uma padaria. O estabelecimento não fez os depósitos na conta vinculada do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) da empregada. Confira os fundamentos da decisão na reportagem de Pablo Lemos. 

Fonte Oficial: TST.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Empresa Telemar é absolvida de pagamento de multa à ex-vendedora

Uma ex-vendedora da Telemar recorreu ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 1ª Região, no …