PDT pede ao STF suspensão de prazos do Enem 2020 – STF

O Partido Democrático Trabalhista (PDT) pede ao Supremo Tribunal Federal (STF) a imediata suspensão de parte do calendário do Exame Nacional do Ensino Médio de 2020 (Enem 2020) em razão do estado de calamidade pública ocasionado pela pandemia do novo coronavírus. A questão é objeto da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 673, de relatoria do ministro Luiz Fux.

De acordo com o partido, o cronograma publicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) nos Editais 25 e 27/2020 designa para os meses de abril e maio os prazos de inscrição, justificativa de ausência no Enem 2019, solicitação de isenção da taxa de inscrição e recurso de eventual indeferimento.

Inclusão digital

O PDT argumenta que a implementação do calendário do exame nacional sem a observância da circunstância excepcional que interditou o ano letivo das escolas e das desigualdades regionais da população terá repercussão prejudicial sobre a política de educação voltada para o acesso ao ensino superior. Aponta ainda que a manutenção das datas viola o princípio da isonomia e a garantia de acesso aos níveis mais elevados do ensino, pois os alunos da rede pública, sobretudo em regiões mais pobres, dependem da escola para inclusão digital e, portanto, para efetuar a inscrição e acompanhar as demais etapas pela internet.

SP/AS//CF

Fonte Oficial: http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=440710.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

STF mantém divisa entre Mato Grosso e Pará – STF

Por unanimidade, o Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), em sessão virtual, julgou improcedente a …