Podcast reúne as notícias da semana no STJ – STJ

​A quarta edição do podcast Aconteceu no STJ traz os principais fatos que foram notícia no Superior Tribunal de Justiça na semana de 20 a 24 de abril.

Entre os destaques da edição está a decisão do presidente do tribunal, ministro João Otávio de Noronha, que sustou os efeitos de uma liminar da Justiça Federal e restabeleceu a exigência de regularização do CPF para recebimento do auxílio emergencial durante a pandemia de Covid-19.

Em outro julgado, o ministro Sebastião Reis Júnior, com base na Recomendação 62/2020 do Conselho Nacional de Justiça – que orienta os magistrados sobre medidas para prevenir a disseminação do novo coronavírus nos presídios –, concedeu prisão domiciliar a uma mulher de 23 anos que não apresenta doenças crônicas – fora, portanto, do grupo de risco da doença.

Na Primeira Turma, os ministros entenderam que o marido não deve ser responsabilizado pelo pagamento do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) cobrado sobre a renda de trabalho prestado exclusivamente pela mulher. 

Outro destaque do podcast são as medidas que o STJ vem adotando para evitar a propagação da pandemia, que já levaram à edição de cinco resoluções. Na última delas, a Resolução 9, o tribunal estabeleceu que os seus órgãos colegiados realizem sessões de julgamento por videoconferência até 31 de maio, podendo esse prazo ser prorrogado, conforme a situação sanitária do país.

O podcast Aconteceu no STJ é publicado sempre às sextas-feiras nas plataformas SoundCLoud e Spotify (pesquise por "superior tribunal de justiça").

Fonte Oficial: http://feedproxy.google.com/~r/STJNoticias/~3/zQelbdDf3d8/Podcast-reune-as-noticias-da-semana-no-STJ.aspx.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Contrato de aluguel é válido mesmo que apenas um dos coproprietários tenha locado o imóvel – STJ

​Ainda que o Código Civil exija a anuência da maioria absoluta dos coproprietários para dar …