Ex-empregado da Cepisa mantém plano de saúde após dispensa incentivada

Um ex-empregado da Companhia Energética do Piauí (Cepisa), que trabalhou na empresa por mais de 40 anos, rescindiu o contrato por meio do programa de dispensa incentivada, que previa o encerramento do plano de saúde. O agora aposentado ajuizou reclamação trabalhista, porém o juízo de primeiro grau negou o pedido de restabelecimento de benefício.

No entanto, o TRT da 22ª Região, no Piauí, determinou a manutenção do plano caso o ex-funcionário assumisse integralmente os gastos. A empresa recorreu e o caso chegou à Quarta Turma do TST, que manteve a decisão do TRT, rejeitando o recurso da Cepisa. Confira na reportagem de Talia Santos.

Fonte Oficial: TST.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Corregedor-geral afasta liminar que proibia demissões em rede de churrascarias

A decisão é válida até o julgamento de ações civis públicas que discutem a dispensa …