Claro Telefonia fica livre de multa por descumprir acordo judicial

A empresa de telefonia Claro não terá que pagar multa por descumprimento de acordo judicial firmado entre um técnico instalador e uma prestadora de serviços. Segundo a Quinta Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST), a multa não se inclui na responsabilidade subsidiária da Claro pelas verbas devidas por prestadoras de serviços a seus empregados. Acompanhe o caso na reportagem de Daniel Vasques.

Fonte Oficial: TST.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Auxiliar de serviços gerais tem pedido de indenização por discriminação negado

Uma auxiliar de serviços gerais da Santa Casa de Misericórdia, em Porto Alegre (RS), teve …