Congresso é iluminado de amarelo para lembrar o combate às hepatites virais — Senado Notícias

O Congresso Nacional será iluminado de amarelo nesta terça-feira (28) para lembrar o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais. Instituída pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 2010, a data coincide com a campanha Julho Amarelo, criado pela Lei 13.802/2019, cuja finalidade é reforçar as ações de vigilância, prevenção e controle das hepatites virais. A iniciativa para alterar a iluminação do edifício partiu do deputado Junior Bozzella (PSL-SP).

Os números elevados das hepatites virais no Brasil são mostrados no Boletim Epidemiológico emitido em 2019 pela Secretaria de Vigilância em Saúde. A publicação mostra que, de 1999 a 2018, foram notificados 632.814 casos confirmados de hepatites virais no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan). Destes, 167.108 (26,4%) são referentes aos casos de hepatite A; 233.027 (36,8%), aos de hepatite B; 228.695 (36,1%), aos de hepatite C; e 3.984 (0,7%), aos de hepatite D. 

Segundo o Ministério da Saúde, a hepatite é uma inflamação do fígado causada por vírus ou pelo uso de alguns medicamentos, álcool e outras drogas, assim como por doenças autoimunes, metabólicas ou genéticas. Os sintomas se manifestam na forma de cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras. A médica infectologista Valéria Paes, do hospital Sírio-Libanês, ressalta a importância da realização de testes para detecção das hepatites virais na população adulta.

— As hepatites B e C são mais preocupantes porque muitas vezes ocorrem de forma assintomática e podem evoluir com a forma crônica, que pode gerar cirrose, que também está relacionada ao câncer no fígado. O nosso principal desafio no momento é identificar as pessoas portadoras das hepatites para que seja possível oferecer o tratamento adequado — afirma.

A campanha Julho Amarelo, de acordo com Ministério da Saúde, contempla as hepatites virais classificadas pelas letras do alfabeto em A, B, C, D (Delta) e E. A testagem pode ser realizada gratuitamente nos postos de saúde. O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece tratamento para todos os tipos de hepatite, independentemente do grau de lesão do fígado.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte Oficial: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2020/07/28/congresso-e-iluminado-de-amarelo-para-lembrar-o-combate-as-hepatites-virais.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Marcos Rogério defende equilíbrio entre liberalismo econômico e regulação estatal — Senado Notícias

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) analisou, em pronunciamento nesta quarta-feira (23), dados da economia do …