Produtividade: Justiça do Trabalho da 15ª Região reduz em 15% os processos pendentes

As dificuldades trazidas pelo trabalho remoto compulsório imposto pela pandemia vão, aos poucos, sendo superadas por magistrados e servidores do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (TRT15). Durante o primeiro semestre, para cada 100 processos recebidos nas varas do trabalho e nos gabinetes outros 99,5 foram solucionados. De acordo com dados da Coordenadoria de Estatística e Pesquisa do Tribunal, casos novos e recursos somaram 170.980 processos entre 1º de janeiro a 30 de junho. Foram solucionados, no mesmo período, 170.105.

Segundo informações do Tribunal Superior do Trabalho (parcial até maio), o TRT15 era o único regional trabalhista de grande porte a julgar o equivalente aos casos recebidos no período. “A pandemia trouxe muitas limitações para todos, inclusive para nós, trabalhadores do Judiciário e operadores de Direito. Mesmo com computadores próprios, internet aquém da que temos no trabalho e mobiliário muitas vezes inadequado, seguimos cumprindo nosso papel institucional de zelar pela paz social”, afirma a presidente do TRT15, desembargadora Gisela Moraes.

Para a magistrada, as crises de saúde, econômica e social provocadas pelo coronavírus ampliaram a responsabilidade da Justiça do Trabalho. Considerados apenas os processos julgados no segundo grau de jurisdição, houve um aumento da quantidade de solucionados. Foram 73.537 nos primeiros seis meses deste ano e 72.054 no primeiro semestre de 2019.

No primeiro grau, mais atingido pelas limitações do trabalho remoto (audiências una e de instrução, por exemplo, ficaram suspensas durante meses), após uma queda inicial na quantidade de julgados, a produtividade tem retornado aos níveis pré-pandemia. Foram 105.268 recebidos e 96.568 resolvidos desde o início de 2020.

Redução do acervo

As dificuldades trazidas pela pandemia provocaram uma redução de 18% no número de casos novos. Foram 170.980 de janeiro a junho, somados o primeiro e o segundo grau, contra 208.616 no primeiro semestre de 2019. Com a manutenção dos níveis de produtividade, diminui em 15% a quantidade de processos pendentes de julgamento, indo de 346.589 em 30 de junho de 2019 para 293.332 na mesma data neste ano.

Retorno presencial

Para garantir a saúde do público interno e daqueles que procuram pelos serviços da Justiça do Trabalho, o TRT15 instituiu um grupo de trabalho encarregado de sugerir os caminhos mais seguros para a retomada gradual do trabalho presencial. Além de considerar todas as medidas estabelecidas na Resolução 322/2020 do Conselho Nacional de Justiça, o grupo está incorporando sugestões apresentadas por representantes de advogados, procuradores do trabalho, magistrados e servidores nos protocolos a serem seguidos na 15ª Região.

Um ato tratando do assunto deve ser divulgado nos próximos dias. Todas as unidades do TRT15 atuam em trabalho remoto desde o dia 17 de março.

Fonte: TRT15

Fonte Oficial: https://www.cnj.jus.br/produtividade-justica-do-trabalho-da-15a-regiao-reduz-em-15-os-processos-pendentes/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=produtividade-justica-do-trabalho-da-15a-regiao-reduz-em-15-os-processos-pendentes.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Segunda parte da revista LexCult analisa a memória e os arquivos do Poder Judiciário

O Centro Cultural Justiça Federal (CCJF) apresenta a segunda parte da Revista eletrônica LexCult, denominada …