I Congresso Digital Nacional da OAB reúne mais de 115 mil participantes – OAB

Mais de 115 mil pessoas participaram do I Congresso Digital Nacional da OAB, o maior evento jurídico virtual do mundo. Ao longo da semana, foram realizados mais de 160 painéis, com mais de 500 palestrantes participando das discussões, todos de forma voluntária, e com transmissão em tempo real dos debates em seis salas virtuais simultaneamente. O congresso reuniu advogados, magistrados, ministros, jornalistas, especialistas e acadêmicos, em busca de respostas para o mundo pós-pandemia, debatendo as alterações nas atividades profissionais, no mundo jurídico, no meio ambiente, negócios e novas tecnologias.

O presidente nacional da OAB, Felipe Santa Cruz, afirmou que o evento é um marco histórico para a advocacia e mostrou ser possível e viável um novo modelo de atuação, que deve ser ampliado. “Tivemos 115 mil inscritos, ganhamos escala e relevância ao longo da última semana. Tivemos 100 mil citações nas redes sociais no dia de hoje, 90 mil no dia de ontem. Essa é uma realidade que veio para ficar, é insubstituível e aqueles que ousam primeiro, que se colocam na vanguarda, devem ser reconhecidos. É uma enorme honra e satisfação presidir a OAB nessa quadra histórica onde os desafios são grandes, mas a nossa força é invencível. Tivemos um evento plural, debatendo com ex-presidentes, ministros do STJ e do STF, magistrados de todas as instâncias, membros do ministério público e com a advocacia”, afirmou.

O presidente nacional da OAB também disse que os debates deixaram claro que o mundo todo passa por enormes transformações, e a advocacia também terá pela frente enormes obstáculos. Para Felipe Santa Cruz, apesar do imenso desafio, a Ordem está preparada para cumprir a sua missão e cuidar do exercício profissional da advocacia. “A covid-19, além de uma pandemia, é uma transformação radical do mundo. O que será desse mundo depende dos atores, daqueles que estão envolvidos e comprometidos com o debate público. Foi uma semana interminável para os inimigos da advocacia. Os 115 mil participantes, diálogo constante com o Judiciário e intelectuais. Nós prestamos esse serviço a nação nesse momento e fizemos isso de forma voluntária. Acreditamos em uma única coisa: não há reconstrução do mundo e do Brasil sem a participação ativa, corajosa e independente de cada advogada e de cada advogado desse país”, encerrou.

Conferência Magna de Encerramento

A cerimônia contou ainda com a participação do presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, que proferiu a conferência magna de encerramento do congresso com o tema “Garantias para o Exercício da Advocacia no Mundo Digital: Audiências e Julgamentos Virtuais – Vantagens e Desvantagens”, abordando o uso das novas tecnologias e a nova dinâmica das sessões das cortes brasileiras.

João Otávio de Noronha ressaltou que a tecnologia é algo fundamental para enfrentar o momento e manter a atividade no Judiciário. O ministro falou ainda que é preciso melhorar os sistemas e garantir acessibilidade para advocacia e para a população. “A tecnologia da informação é que tem propiciado o funcionamento da justiça, da OAB e do Congresso Nacional. Só vamos obter os êxitos desejados, se os investimentos continuarem daqui para frente, mas me parece importante lembrar também que de nada adianta a tecnologia se não tivermos um trabalho de inclusão digital, inclusive daquelas pessoas que residem nos rincões mais distantes do Brasil”, disse.

O presidente do STJ defendeu ainda um necessário aprimoramento dos meios eletrônicos dos tribunais e das dinâmicas do julgamento virtual, garantindo maior transparência para a advocacia e para a população. O ministro se disse um entusiasta das sessões virtuais, onde existe a possibilidade das sustentações orais por videoconferência, e disse que esse modelo pode ser expandido após a pandemia, em razão do sucesso da experiência.

“No julgamento por videoconferência, você não está a cinco metros do juiz, mas tem uma tela onde você pode ficar vendo todos, com direito de pedir a palavra e de se manifestar. Além disso, tudo fica gravado. O advogado entra na sala e faz pessoalmente a sua sustentação oral, com as mesmas condições como se estivesse em uma sessão presencial. Aí eu já não vejo a quebra das garantias, é a modernidade chegando com segurança. Não vamos suprimir, em um espaço breve de tempo, os julgamentos presenciais, mas vamos nos valer do apoio de algumas sessões virtuais e por videoconferência. E defendo uma maior democratização nos julgamentos virtuais do STJ, com publicidade dos votos. Acredito que o sistema vai mudar brevemente, ficando como o do STF”, afirmou.

Participaram ainda da mesa virtual na cerimônia de encerramento, o secretário-geral da OAB Nacional e coordenador-geral do Congresso Digital, José Alberto Simonetti; a conselheira federal decana e medalha Rui Barbosa, Cléa Carpi Da Rocha; os membros honorários vitalícios da OAB Nacional, Roberto Antônio Busato, Ophir Cavalcante Junior e Claudio Lamachia; o membro honorário vitalício e coordenador científico do Congresso Digital, Marcus Vinicius Furtado Coêlho; o diretor-geral da Escola Superior de Advocacia Nacional e coordenador executivo do Congresso Digital, Ronnie Preus Duarte; a membro da comissão científica do Congresso Digital e conselheira do CNMP, Fernanda Marinela; a presidente do Instituto dos Advogados Brasileiros, Rita Cortez; o coordenador nacional do Colégio de Presidentes de Seccionais da OAB e presidente da OAB-PB, Paulo Maia; o coordenador nacional das Caixas de Assistência dos Advogados, Pedro Alfonsín; o presidente da Comissão Nacional de Defesa da República e da Democracia do Conselho Federal da OAB, Nabor Bulhões; e o presidente da União Ibero-Americana de Faculdades e Associações de Advogados, Carlos Alberto Andreucci.

Fonte Oficial: http://www.oab.org.br/noticia/58351/i-congresso-digital-nacional-da-oab-reune-mais-de-115-mil-participantes.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

OAB repudia sentença que associa acusado a crimes “em razão de sua cor” – OAB

O presidente da OAB Nacional, Felipe Santa Cruz, manifestou indignação em relação à sentença proferida …