Paulo Paim cobra mais investimentos para o SUS — Senado Notícias

O senador Paulo Paim (PT-RS) defende que o governo invista mais dinheiro no Sistema Único de Saúde (SUS) e critica o congelamento dos investimentos na área de saúde a partir da emenda constitucional que limitou o teto de gastos (EC 95).

Segundo o senador, em 2019 o prejuízo para o setor chegou a R$ 20 bilhões. O Conselho Nacional de Saúde, acrescentou, estima que em 20 anos de congelamento a perda será da ordem de R$ 400 bilhões. Ele defende que a Emenda do Teto de Gastos seja revogada.

Paim ressaltou que a crise da covid 19 vem demonstrando a importância do SUS para que o direito à saúde, como previsto na Constituição, seja assegurado para mais de 140 milhões de brasileiros.

— O SUS é extremamente importante para o país e para a nossa a gente. O SUS é do povo. Os governos não podem se omitir. A responsabilidade é enorme. Estamos falando de vidas, salvar vidas. Vida longa ao SUS. Que ele seja cada vez mais amplo, mais universal.

Paim explicou que é preciso reduzir a desigualdade regional que existe no sistema, ampliar a área de atuação e melhorar o atendimento.

— A desigualdade regional é gritante. No Sudeste a cobertura do SUS atinge cerca de 70% dos municípios. Na região Norte, apenas em torno de 4%. Temos que rever isso. Estima-se que 170 mil pacientes podem esperar até cinco anos por uma cirurgia não emergencial. Nos últimos anos perdemos 34 mil leitos hospitalares em instituições públicas. Uma situação inaceitável — enfatizou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte Oficial: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2020/08/13/paulo-paim-cobra-mais-investimentos-para-o-sus.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Senado vai eleger nova Mesa em fevereiro — Senado Notícias

Na volta aos trabalhos em fevereiro, senadores vão eleger a nova Mesa para o biênio …