OAB participa de rodada de debates sobre superendividamento e defesa do consumidor – OAB

A OAB Nacional, através de sua Comissão Especial de Defesa do Consumidor, participou, nesta sexta-feira (14), da live “Superendividamento e o PL 3515/2015”, que debateu a prevenção e tratamento na perspectiva da defesa do consumidor. O debate foi promovido pela Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça e Segurança Pública, com o objetivo de discutir o projeto de lei que altera o Código do Consumidor para aperfeiçoar os mecanismos de prevenção e de tratamento ao superendividamento no Brasil.

A presidente da Comissão Especial de Defesa do Consumidor da OAB Nacional, Marié Miranda, falou do trabalho desenvolvido pela Ordem e pediu sensibilidade aos parlamentares pela aprovação do PL 3515. “Fizemos audiências públicas com membros do Legislativo e com a sociedade em praticamente todos os estados, exatamente para destacar a importância desse projeto. Publicamos uma cartilha sobre educação financeira para o cidadão, sobretudo aqueles mais vulneráveis em termos de orçamento, onde apresentamos o mapeamento geográfico do tratamento do endividamento. Considerando a procura do cidadão por todos esses projetos pilotos, a experiência tem sido muito válida para reforçar a necessidade de aprovação do PL. Já em 2015, quando o projeto foi apresentado, se sentia a necessidade de analisar as consequências do estímulo ao mercado. Imaginem agora, depois que passar a pandemia, época em que o acesso ao crédito tem sido facilitado”, apontou Miranda.  

Para a vice-presidente da comissão, Cláudia Lima Marques, que foi uma das relatoras técnicas do texto inicial do projeto, o tema do superendividamento deve ser visto com paciência e coragem. “É necessário pensar assim por que o superendividamento não se trata somente do inadimplemento contratual. Ele é um conjunto de fatores que podem afastar do consumidor a confiança, é a incapacidade de o consumidor de boa-fé fazer frente às suas dívidas, sejam vencidas ou vincendas, sem prejudicar o mínimo existencial. A conciliação em bloco, que é uma das propostas do PL 3515, deve ser estudada em conjunto com as demais propostas para que se vire lei o que for mais adequado. O PL não é somente civilizatório, como também é uma norma econômica para a cultura do pagamento dentro de um mercado saudável”, apontou. 

Também participaram do debate a secretária Nacional do Consumidor, Juliana Oliveira Domingues; o deputado federal e relator do PL 3515, Franco Cartafina; o coordenador da 3a Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal (MPF), Luiz Augusto Santos Lima; a presidente da Associação Nacional do Ministério Público do Consumidor, Sandra Lengruber; o presidente da Associação Brasileira de Procons, Filipe de Araújo Vieira; o presidente do Fórum Nacional das Entidades Civis de Defesa do Consumido, Cláudio Pires Ferreira; e o secretário-geral da Comissão de Defesa do Consumidor do Colégio Nacional de Defensores Públicos Gerais, Homero Lupo Medeiros.

Fonte Oficial: http://www.oab.org.br/noticia/58380/oab-participa-de-rodada-de-debates-sobre-superendividamento-e-defesa-do-consumidor.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

OAB vai ao STF contra decreto que excluiu representantes da sociedade civil do Conad – OAB

A OAB Nacional ajuizou, no Supremo Tribunal Federal (STF), uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), …