Senadores propõem sessão especial para homenagear Dom Pedro Casaldáliga — Senado Notícias

O Senado poderá fazer uma sessão especial para homenagear Dom Pedro Casaldáliga, bispo emérito de São Félix do Araguaia (MT), que morreu no sábado (8), aos 92 anos, em Batatais (SP). O requerimento com o pedido para a sessão de homenagem foi apresentado pelos senadores Wellington Fagundes (PL-MT), Antonio Anastasia (PSD-MG), Esperidião Amin (PP-SC), Jorginho Mello (PL-SC), Paulo Paim (PT-RS) e Zequinha Marinho (PSC-PA). O pedido ainda deve ser analisado em Plenário.

Wellington anunciou que apresentará projetos em reconhecimento ao trabalho do bispo, como a criação de um parque municipal, de um local de preservação de animais silvestres e de uma área de preservação ambiental com o foco na regularização fundiária. Em entrevista à Rádio Senado, o senador ressaltou a história do religioso.

— A orientação espiritual e filosófica de Dom Pedro restará um grande vazio, difícil de ser preenchido, porém o seu amor, a sua luta e suas inspirações serão bússolas para o nosso caminhar daqui para frente ­— disse.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) destacou a preocupação do bispo com os mais pobres.

— Foi ele que nos ensinou que o compromisso da igreja do Cristo é com os mais pobres, é com os despossuídos. O céu está em festa, nós estamos mais tristes, mas aqueles que fazem da sua vida um sacerdócio para o próximo viverá eternamente — afirmou também à Rádio Senado.

História

Casaldáliga, nasceu em 16 de fevereiro de 1928 na província de Barcelona, Espanha, e chegou ao Brasil como missionário aos 40 anos de idade, na década de 1960, para trabalhar em São Félix do Araguaia. 

O religioso foi um grande defensor dos direitos humanos no país e tornou-se conhecido por suas posições políticas, no combate à violência dos conflitos agrários e a favor das causas indígenas. Sua luta em favor dos mais pobres fez com que recebesse ameaças de morte. O bispo foi um dos fundadores do Conselho Missionário Indígena e da Pastoral da Terra.  

Além da atuação pastoral, Dom Pedro foi reconhecido também pela produção literária publicada no Brasil e no exterior, como poesia, artigos, obras com cunho político e temas ligados à espiritualidade.

Ele renunciou ao cargo em 2005, devido a problemas de saúde.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte Oficial: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2020/08/14/senadores-propoem-sessao-especial-para-homenagear-dom-pedro-casaldaliga.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Após quatro meses, Ney Suassuna se despede do cargo de senador — Senado Notícias

O empresário Ney Suassuna (Republicanos-PB) se despede nesta sexta-feira (22) do cargo de senador após …