Operador de caldeira obtém adicional de periculosidade

Um operador de caldeira, no Espírito Santo, obteve o direito ao adicional de periculosidade por trabalhar próximo a dutos por onde passavam gases inflamáveis. A ação trabalhista do empregado chegou à Sexta Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que condenou a empresa a pagar o adicional de periculosidade de 30% do salário do profissional. Confira o caso na reportagem de Talia Santos.

Fonte Oficial: TST.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Empresa de ônibus é condenada por contratação insuficiente de pessoas com deficiência

A empresa deverá pagar R$ 75 mil por danos morais coletivos. Ônibus na rodoviária. Foto: …