Pedreiro não obtém reconhecimento de vínculo empregatício

Um pedreiro de Fortaleza (CE) teve negado o reconhecimento de vínculo empregatício com um negócio de criação de camarões em viveiro. A decisão foi da Seção II de Dissídios Individuais do TST, que alegou que ele já havia firmado com a empresa um acordo de extinção do contrato de trabalho buscando os mesmos direitos. A repórter Talia Santos explica o caso.

Processo: RO-80013-73.2017.5.07.0000

O Revista TST é exibido pela TV Justiça às sextas-feiras, às 19h30. O programa é reprisado aos domingos, às 3h; segundas, às 7h; terças, às 20h30; e quintas, às 22h. Todas as edições também podem ser assistidas pelo canal do TST no Youtube: www.youtube.com/tst.

Fonte Oficial: TST.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Multinacional deve indenização por consultar informações creditícias em processo seletivo  

A conduta foi considerada discriminatória. 23/11/20 – A Segunda Turma do Tribunal Superior do Trabalho restabeleceu …