Banco do Brasil é isentado de indenizar empregado que desenvolveu software

Um empregado do Banco do Brasil que desenvolveu programas de computador não tem direito a indenização por propriedade intelectual. A decisão foi da Quarta Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que entendeu que não havia provas de que o Banco tenha feito uso desses programas de forma fraudulenta e, por isso, excluiu o pagamento da condenação.

Acompanhe o caso com a repórter Talia Santos.

Fonte Oficial: TST.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Multinacional deve indenização por consultar informações creditícias em processo seletivo  

A conduta foi considerada discriminatória. 23/11/20 – A Segunda Turma do Tribunal Superior do Trabalho restabeleceu …