Tribunal de Justiça do DF apresenta solução inédita para arquivar documentos digitais

Nesta quinta-feira (3/9), às 17h, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) apresenta em âmbito nacional os resultados do projeto de integração do Diário de Justiça Eletrônico – DJe com o RDC-Arq, sistema que representa uma solução para a preservação das informações em suporte digital. A integração, inédita no país, será demonstrada durante o webinar “Preservação digital: o case do TJDFT na implementação do RDC-Arq”, que será transmitido, ao vivo, pelo YouTube e pelo Zoom.

A solução atrai olhares curiosos e desperta a atenção de muitos tribunais, órgãos dos demais poderes, profissionais do ramo de arquivologia, e todos aqueles preocupados com a preservação documental e sua transposição para os, cada vez mais velozes, meios digitais. É tida como principal solução a ser adotada para a preservação dos processos judiciais produzidos no PJe.

A 1ª Vice-Presidente do TJDFT, desembargadora Ana Maria Duarte Amarante Brito, atual responsável pela implementação do projeto e uma das palestrantes do evento, comemorou a posição de vanguarda em preservação digital que o Tribunal assume diante da adoção do RDC-Arq. “Estamos atraindo a atenção de diversas instituições que buscam uma solução para gerenciar documentos em meio digital. Por seguir padrões mundiais rigorosos de preservação, o sistema reduz a possibilidade de eventuais ataques cibernéticos e permite que os documentos permaneçam arquivados sem alterações.”

O RDC-Arq, desenvolvido pelo TJDFT em parceria com o IBICT, representa importante avanço no cumprimento da Política de Preservação de Documentos e Processos em Meio Digital, instituída pela Resolução 02/2018. O projeto também é validado pela Resolução 324/2020 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que institui as diretrizes e normas do Programa Nacional de Gestão Documental e Memória do Poder Judiciário – Proname.

Webinar

Além da 1ª vice-presidente do TJDFT, desembargadora Ana Maria Duarte Amarante Brito, o webinar “Preservação digital: o case do TJDFT na implementação do RDC-Arq”, conta também com a participação do juiz assistente da 1ª Vice-Presidência Francisco Antônio Alves de Oliveira; do coordenador-geral de Tecnologia da Informação do TJDFT, Luiz Fernando Sirotheau Serique Junior; do supervisor substituto do Núcleo de Gestão de Sistemas Administrativos do TJDFT, Daniel Monteiro; da diretora do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia – IBICT, Cecília Leite Oliveira; do coordenador de Novas Tecnologias Aplicadas a Produtos no IBICT, Tiago Emmanuel Nunes Braga; e do professor do Curso de Arquivologia e do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal Fluminense (UFF), Daniel Flores.

Fonte: TJDFT

Assista no YouTube

Fonte Oficial: https://www.cnj.jus.br/tribunal-de-justica-do-df-apresenta-solucao-inedita-para-arquivar-documentos-digitais/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=tribunal-de-justica-do-df-apresenta-solucao-inedita-para-arquivar-documentos-digitais.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Justiça do Trabalho da 15ª Região promove esforços concentrados pela conciliação

Aderindo ao Mês Nacional de Conciliação, promovido pela Justiça do Trabalho, e à Semana Nacional …