Acordos na Justiça do Trabalho da 15ª Região garantem R$ 465 mi em sete meses

Com 16.828 audiências promovidas de janeiro a julho, os quinze Centros Judiciários de Métodos Consensuais de Solução de Disputas da Justiça do Trabalho (Cejuscs-JT) do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (TRT15), com jurisdição no interior paulista, garantiram o pagamento de R$ 464,94 milhões em acordos. Empregadores e trabalhadores realizaram 7.913 conciliações com a mediação de magistrados e servidores da Corte, garantindo índice de 47% de pacificação.

“Mais de 60% desses acordos ocorreram em audiências remotas, após o início da pandemia. Nossas equipes têm conseguido manter firme e vigorosa a vocação conciliatória da Justiça do Trabalho”, afirma a presidente do TRT-15, desembargadora Gisela Moraes. A magistrada destaca ainda o empenho dos advogados trabalhistas como fator essencial para os resultados.

Do total de acordos, 7.650 foram realizados nos 14 Cejuscs-JT de 1º grau, localizados em Araçatuba, Araraquara, Bauru, Campinas, Franca, Jundiaí, Limeira, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Sorocaba e Taubaté. Já o Cejusc-JT de 2º grau, sediado em Campinas, promoveu 263 conciliações.

Com 889 acordos, o Cejusc-JT de Franca foi a unidade com maior número de conciliações. Em contrapartida, foi em Piracicaba onde ocorreu o pagamento das maiores somas no 1º grau, com R$ 52,19 milhões. O Cejusc-JT de 2º grau mediou o pagamento de R$ 112,09 milhões a trabalhadores.

Coordenadora do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Disputas (Nupemec) do TRT15,  a desembargadora Ana Paula Pellegrina Lockmann ressalta a importância da celeridade na oferta de novos meios de conciliação durante a pandemia. “Já na semana seguinte à suspensão do trabalho presencial, realizamos as primeiras audiências virtuais. Em menos de 15 dias, já tínhamos regulamentado todas as diretrizes para seguirmos atuando a distância, ampliando, inclusive, o escopo, com a inclusão de mediações pré-processuais também no âmbito individual.”

Cejuscs-JT

Responsáveis pela pacificação de conflitos já judicializados e também pela realização de acordos pré-processuais, os Cejuscs do TRT15 promovem tentativas de conciliação em processos remetidos pelas varas do trabalho. Além disso, empregadores e trabalhadores podem entrar em contato com as unidades e solicitar uma audiência. Durante a pandemia de coronavírus, uma relação de e-mails dos Cejuscs-JT está disponível na página principal do site do TRT15 para facilitar o contato com as unidades.

Fonte: TRT15

Fonte Oficial: https://www.cnj.jus.br/acordos-na-justica-do-trabalho-da-15a-regiao-garantem-r-465-mi-em-sete-meses/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=acordos-na-justica-do-trabalho-da-15a-regiao-garantem-r-465-mi-em-sete-meses.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Justiça do Trabalho da 15ª Região promove esforços concentrados pela conciliação

Aderindo ao Mês Nacional de Conciliação, promovido pela Justiça do Trabalho, e à Semana Nacional …