Norma do Tribunal Eleitoral de Minas Gerais regula atendimento virtual a advogados

O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) editou, no dia 20 de agosto, a Portaria nº 146/2020, disciplinando como os juízes da Corte Eleitoral atenderão virtualmente advogados, defensores públicos, membros do Ministério Público e da Polícia Judiciária e, eventualmente, às partes. A norma foi necessária em razão da suspensão do atendimento presencial, enquanto perdurarem as limitações impostas pela pandemia da Covid-19, bem como para manter a garantia de acesso, dos interessados nos processos em tramitação, aos magistrados responsáveis pelo julgamento, como determinado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

De acordo com o normativo, os endereços eletrônicos de contato de cada gabinete estarão disponíveis no portal do Tribunal, onde constarão os dias e os horários que serão disponibilizados por cada magistrado para o atendimento virtual, bem como a plataforma a ser utilizada.

O interessado deve então fazer o pedido de agendamento, mencionando o número do processo, a parte que representa (quando cabível), o assunto, telefone com WhatsApp para contato, caso seja necessário, e o dia e horário de sua preferência para o atendimento virtual. Em até 48 horas, receberá a resposta. O magistrado poderá fixar tempo máximo para cada atendimento, que não será inferior a 15 minutos e, a seu critério, poderá ser gravado.

Fonte: TRE-MG

Fonte Oficial: https://www.cnj.jus.br/norma-do-tribunal-eleitoral-de-minas-gerais-regula-atendimento-virtual-a-advogados/?utm_source=rss&utm_medium=rss&utm_campaign=norma-do-tribunal-eleitoral-de-minas-gerais-regula-atendimento-virtual-a-advogados.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Portal do Magistrado.

Comentários

Confira Também

Justiça do Trabalho da 15ª Região promove esforços concentrados pela conciliação

Aderindo ao Mês Nacional de Conciliação, promovido pela Justiça do Trabalho, e à Semana Nacional …